Início Cidades Vereadores negaram antecipação de R$ 4,5 milhões para Próurbano

Vereadores negaram antecipação de R$ 4,5 milhões para Próurbano

A prefeitura deveria se preocupar em socorrer os pequenos e micro empresários que não conseguem sobreviver a esta quarentena forçada.

- continua após a publicidade -

A Câmara Municipal de Ribeirão Preto barrou, na sessão desta quinta-feira, 14, o projeto de lei da Prefeitura que autorizava a antecipação de repasses ao Consórcio PróUrbano.

O texto protocolado pela prefeitura, autoriza a antecipação (emprestimo) de recebíveis.
O repasse, no valor de R$ 4,5 milhões, seria uma antecipação calculado que seria subsidiado pela Prefeitura no restante do ano.

A prefeitura deveria se preocupar em socorrer os pequenos e micro empresários que não conseguem sobreviver a esta quarentena forçada.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Ministro da Justiça, I.N de Advocacia, deputados e senadores apresentam repúdio ao ato de censura do STF

O STF na figura do deus todo poderoso Alexandre de Moraes, hoje voltou a praticar censura tão alardeada pela esquerda quando se referia ao Bosolnaro

Covidão vem ai? Desde abril, já foram 16 processos de compras suspensos ou cancelados em Ribeirão Preto

No ano de 2019 todo foram apenas 12 processos cancelados ou suspensos, mas a prefeitura considera normal os casos atuais. Medo?

Confira como serão os critérios da retomada econômica de São Paulo

Doria anuncia 'retomada INTELIGENTE' a partir de 1º de junho, A cidade de Ribeirão Preto se encaixa na fase 2.

deus Alexandre Moraes determina bloqueio das redes sociais de direita

Vários sites e blogs esquerdista foram bancados financeiramente com dinheiro publico e por outras vezes com dinheiro de amigos dos amigos, hoje A PF cumpriu mandados em cinco estados e no DF em uma ação direcionada aos bolsonaristas

Aneel decide que conta de luz não terá taxa extra até dezembro

Medida foi tomada em resposta à crise provocada pela pandemia do coronavírus
- PUBLICIDADE -