InícioCidadesRP é o paraíso para invasões de áreas publicas e agora vai...

RP é o paraíso para invasões de áreas publicas e agora vai usar drone para confirmar o que todos já sabem

- continua após a publicidade -

O veículo aéreo não tripulado ou drone fez seu voo inaugural em serviço na manhã desta quinta-feira, dia 7 de dezembro, em uma Área de Preservação Ambiental situada na Via Norte, em frente à favela existente naquele local da região Norte da cidade. O equipamento, sob o comando da Guarda Civil Municipal (GCM), sobrevoou a área mapeando todo o seu entorno.

O equipamento captura imagens aéreas e é a mais nova ‘arma’ da administração municipal neste tipo de trabalho.

“Ele otimiza os nossos serviços e indica onde está localizado os materiais e até animais que estão sendo criados aqui irregularmente pela comunidade. Mas pode também ser utilizado para outros fins como pela Defesa Civil, nos parques municipais, no combate à dengue, visualizando aqueles imóveis onde os agentes têm dificuldade para entrar, e eventos com grande aglomeração. Esse drone será de grande utilidade para a Guarda Civil Municipal”, explicou a superintendente Monica Nociolli.

Descobriram o que todos já sabiam.

APP era usada para despejo irregular de lixo, depósito de material reciclável e criação de animais domésticos
A operação conjunta entre a prefeitura de Ribeirão Preto e o Ministério Público (Promotoria do Meio Ambiente e Promotoria Criminal) teve a participação da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Coordenadoria de Limpeza Urbana, Transerp, Secretaria Municipal da Assistência Social, Coordenadoria do Bem-estar Animal, GCM e Polícia Militar.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Além do uso inédito do drone em operações desta natureza, 25 homens da Força Tática, Rotam, Tropa de Choque, Rádio Patrulha e Canil também deram suporte à operação.

“Com a relação à Polícia Militar, teve uma reunião preliminar para montar aqui a estrutura para realização da operação juntamente com a prefeitura, GCM, Promotoria Pública e a PM. Para desocupação da área de preservação permanente, com a limpeza, visando à organização social e pública e, consequentemente, a qualidade de vida da população”, ressaltou o capitão Gustavo, da PM.

Em pouco tempo o resultado do ‘mutirão’ desta quinta-feira retirou toneladas de lixo e entulho da área permanente, o local, segundo as autoridades, servia também como depósito para material reciclado e criação de animais domésticos.

A Coordenadoria do Bem-estar Animal apreendeu cavalos, porcos e uma cadela que estava amarrada e desnutrida, sem comer havia cerca de 10 dias.

“Recolhemos também uma égua com um potro que estava muito magra; isso é resultado de maus tratos, porque era mantida num local com lama, sem comida e água, em um ambiente que não é apropriado para um ser vivo, para um ser humano, para ninguém”, disse a coordenadora Carol Vilela.

Todos os animais de grande porte, como a égua e o potro e outro cavalo, bem como vários suínos que viviam em um chiqueiro improvisado, em melhor estado de saúde do que os outros bichos foram levados à Coordenadoria onde receberão todos os cuidados veterinários.

A APP tem mais de mil metros de extensão.
Os moradores da comunidade estavam usando o interior da área para depósito de material reciclado e a barra de rolagem da esquerda da Via Norte, sentido Centro-Anel Viário, atrapalhando o trânsito local. Foram retirados cerca de 30 caminhões de lixo. E, em comum acordo com a Promotoria do Meio Ambiente e a Promotoria Criminal, o material que já estava reciclado foi destinado adequadamente pelos próprios recicladores.

O trabalho de limpeza deverá prosseguir ainda pelos próximos dias com a limpeza do córrego e a recuperação ambiental da área pela CLU e pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, segundo o chefe da Fiscalização Ambiental, Laurindo Antônio da Silva.

Autoridades deixam que terrenos públicos sejam invadidos passivamente, e assistem com sua nova arma, criação de porcos e cavalos em área de preservação; podem também assistir a criação de depósitos de recicláveis ( são vários em áreas publica), sem contar a existência de trafico de drogas, desmanche de veículos roubados, “gatos” de agua e energia elétrica, além de funcionamento de bares e mercados sem alvará. E quem paga os impostos e cumpre a lei que aguarde no fim da fila.

Fica a pergunta:
Podemos substituir toda a maquina publica pelo “BBB” da vergonha? Para que servem tantos vereadores, assessores, secretários e toda a maquina mantida pelo prefeito com suor do trabalhador? Quem pode responder que o faça.

 

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve

Vereador esquerdista que defende mulheres deve cumprir medida protetiva com a ex-namorada

a vítima se sente perseguida e agredida moralmente e psicologicamente pelo autor

“Funcionário” recebe R$ 22 mil por mês da Câmara para estudar Direito na USP em período integral

Trabalhar por que? Se nem os vereadores fazem isso, o O acadêmico em questão é Saulo Wellington Marchiori Magron, lotado no cargo de agente de administração
- PUBLICIDADE -