Início Cidades Ribeirão Preto sanciona lei que cria Feira da Economia Solidária

Ribeirão Preto sanciona lei que cria Feira da Economia Solidária

- continua após a publicidade -

O prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, sancionou, no dia 21/9, lei que cria Feira de Economia Solidária, de autoria da vereadora Gláucia Berenice, e que se realizará preferencialmente no Jardim Paulista.
A feira que ocorrerá mensalmente, no segundo domingo de cada mês, das 10h às 18h, em espaço público a ser autorizado pela prefeitura,  representa a oportunidade de multiplicação de espaços para a exposição e comercialização da produção dos empreendedores solidários.

Para Nogueira, a sanção da lei que cria a Feira de Economia Solidária é mais uma das ações que visam geração de emprego e renda para a população de Ribeirão Preto.

“Nós tivemos, recentemente a sanção da lei que cria a Feira da Agricultura Familiar, que terá 20 estandes no Parque Curupira, a partir de 12 de outubro, e agora a Feira de Economia Solidária; com ambas minimizaremos o problema do desemprego e falta de renda no nosso município”, disse o prefeito.

Em seguida, Duarte Nogueira lembrou o Projeto Catasonho, criado para catadores de materiais recicláveis. “Esse projeto recrutará cerca de 30 catadores de recicláveis, que receberão equipamentos, trabalharão motorizados e uniformizados e serão remunerados, com fonte de renda garantida e dignidade”, comemorou.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Ao citar as ações conjuntas com o Banco do Povo do Estado de São Paulo, o prefeito Duarte Nogueira ressaltou o juro de 0,35% para o pequeno empreendedor montar seu próprio negócio, bem como a formação de 38 alunos pelo “Programa Time do Emprego”, que tem como objetivo reintegrar o trabalhador desempregado ao mercado de trabalho.

“E agora,  sancionamos a lei que incentiva a economia solidária da nossa cidade. Numa única semana, várias ações que tem como prioridade o emprego e renda como uma das principais metas pra atravessar essa crise que estamos vivendo. Parabéns e sucesso a todos vocês”, destacou.

O vice-prefeito e secretário de Assistência Social, Carlos Cezar Barbosa, disse que iniciativas como a Feira da Economia Solidária vão de encontro com aquilo que a cidade e o país necessitam.

“A geração de postos de trabalho hoje é um grande desafio no Brasil, A geração de renda, idem; na medida em que o desemprego avança, a geração de renda diminui, a economia se enfraquece. A criação Feira do Produtor Rural e a Feira da Economia Solidária são exemplos positivos, pois oferece ao cidadão de Ribeirão Preto dignidade, porque não existe dignidade sem trabalho e renda”, frisou o vice-prefeito .“O empreendedorismo brasileiro, mais especificamente a economia solidária é responsável por 5% do PIB nacional, então nós temos uma grande oportunidade de geração de renda.  E mais do que isso, a geração de trabalho, garantindo a muitas pessoas que hoje vivem na informalidade”, disse a vereadora Gláucia Berenice, que lembrou ainda o prefeito que a feira fomenta também o turismo de Ribeirão Preto.

“As pessoas que visitam a nossa cidade, gostam de levar uma lembrança, um “souvenir” e a feira terá essa característica”, destacou.

Prefeito de Ribeirão Preto sanciona lei que cria Feira da Economia Solidária

O prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, sancionou, no dia 21/9, lei que cria Feira de Economia Solidária, de autoria da vereadora Gláucia Berenice, e que se realizará preferencialmente no Jardim Paulista.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A feira que ocorrerá mensalmente, no segundo domingo de cada mês, das 10h às 18h, em espaço público a ser autorizado pela prefeitura,  representa a oportunidade de multiplicação de espaços para a exposição e comercialização da produção dos empreendedores solidários.
Para Nogueira, a sanção da lei que cria a Feira de Economia Solidária é mais uma das ações que visam geração de emprego e renda para a população de Ribeirão Preto.
“Nós tivemos, recentemente a sanção da lei que cria a Feira da Agricultura Familiar, que terá 20 estandes no Parque Curupira, a partir de 12 de outubro, e agora a Feira de Economia Solidária; com ambas minimizaremos o problema do desemprego e falta de renda no nosso município”, disse o prefeito.
Em seguida, Duarte Nogueira lembrou o Projeto Catasonho, criado para catadores de materiais recicláveis. “Esse projeto recrutará cerca de 30 catadores de recicláveis, que receberão equipamentos, trabalharão motorizados e uniformizados e serão remunerados, com fonte de renda garantida e dignidade”, comemorou.
Ao citar as ações conjuntas com o Banco do Povo do Estado de São Paulo, o prefeito Duarte Nogueira ressaltou o juro de 0,35% para o pequeno empreendedor montar seu próprio negócio, bem como a formação de 38 alunos pelo “Programa Time do Emprego”, que tem como objetivo reintegrar o trabalhador desempregado ao mercado de trabalho.

“E agora,  sancionamos a lei que incentiva a economia solidária da nossa cidade. Numa única semana, várias ações que tem como prioridade o emprego e renda como uma das principais metas pra atravessar essa crise que estamos vivendo. Parabéns e sucesso a todos vocês”, destacou.

O vice-prefeito e secretário de Assistência Social, Carlos Cezar Barbosa, disse que iniciativas como a Feira da Economia Solidária vão de encontro com aquilo que a cidade e o país necessitam.

“A geração de postos de trabalho hoje é um grande desafio no Brasil, A geração de renda, idem; na medida em que o desemprego avança, a geração de renda diminui, a economia se enfraquece. A criação Feira do Produtor Rural e a Feira da Economia Solidária são exemplos positivos, pois oferece ao cidadão de Ribeirão Preto dignidade, porque não existe dignidade sem trabalho e renda”, frisou o vice-prefeito .“O empreendedorismo brasileiro, mais especificamente a economia solidária é responsável por 5% do PIB nacional, então nós temos uma grande oportunidade de geração de renda.  E mais do que isso, a geração de trabalho, garantindo a muitas pessoas que hoje vivem na informalidade”, disse a vereadora Gláucia Berenice, que lembrou ainda o prefeito que a feira fomenta também o turismo de Ribeirão Preto.
“As pessoas que visitam a nossa cidade, gostam de levar uma lembrança, um “souvenir” e a feira terá essa característica”, destacou.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Criação de empregos em setembro atinge melhor nível em dez anos

Caged diz que 249,3 mil postos de trabalho foram abertos no mês

Ribeirão Preto: Neste feriado, doe sangue e salve vidas!

Que tal aproveitar o feriado desta segunda-feira, 2 de novembro, para doar sangue e salvar vidas?

Tratamento com hidroxicloroquina reduz em 7 vezes internações por covid

Estudo publicado no ‘International Journal of Antimicrobial Agents’ registra que combinação do medicamento com azitromicina e zinco também reduz a mortalidade de pacientes

Amanhã (30) é o último dia para realizar matrículas e rematrículas na rede estadual de São Paulo

Processos podem ser realizados de forma online ou presencialmente nas escolas, diretorias de ensino e postos do Poupatempo

Rituais de Atração e Prosperidade: Lua Azul traz oportunidades para quem souber trabalhar essas energias

Neste sábado, 31, acontece a segunda Lua Cheia do mês, conhecida como Lua Azul.