Início Cidades Mercadão completa 118 anos

Mercadão completa 118 anos

- continua após a publicidade -

Parte da história de cidade e de toda a região, o Mercado Municipal de Ribeirão Preto, mais conhecido como Mercadão, completa nesta sexta-feira, dia 28 de setembro, 118 anos. E para comemorar esta data, uma grande festa foi preparada para a população que passar pelo local.

Tombado pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo), em 1993, como Patrimônio Histórico e considerado um dos pontos turísticos de Ribeirão Preto.

O Mercadão é hoje uma referência de encontro para os ribeirão-pretanos e também para as pessoas que vêm para a cidade. Por lá, passam cerca de 30 mil pessoas por semana, totalizando 1,44 milhão por ano.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

As comemorações terão uma série de atividades ao longo do dia, entre elas dança, música e, como não podia faltar, o tradicional parabéns, com um bolo de cinco metros de comprimento e mais de 90 quilos. Também terá pipoca e algodão doce, aferição de pressão e testes de glicose.

Mercado Municipal

Começou a ser construído em 1899. Inaugurado em 1900, o prédio do Mercadão está localizado no quadrilátero entre as ruas São Sebastião, José Bonifácio, Américo Brasiliense e avenida Jerônimo Gonçalves. Já na época de sua construção possuía uma arquitetura grandiosa. Alto, cobertura envidraçada, feito de tijolos de barro, o prédio original do Mercado Municipal difere muito do Mercado Municipal de hoje. Assim que passou a funcionar, tornou-se um marco para a cidade, quando abastecia muitas famílias de todas as classes sociais do município e da região.

No Mercado Municipal sempre se encontrou de quase tudo, alimentos, suprimentos, calçados, roupas, tecidos e até ferramentas. Durante oito anos o grupo Folena & Cia, concessionário do imóvel, explorou o local, até que a Prefeitura, indenizando o grupo em “120 contos de reis”, tomou posse do imóvel.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Reconstrução

O antigo prédio foi atingido pelas enchentes, características da cidade, mas em 07 outubro de 1942, durante a Segunda Guerra Mundial, um curto circuito foi o motivo do grande incêndio que destruiu o prédio, tornando-o inabitável.

Comerciantes que atuavam no Mercado viram-se obrigados a mudar para barracas na avenida Francisco Junqueira. O mau cheiro e a falta de higiene eram constantes e, por isso, foram obrigados a desativar seus comércios por falta de espaço adequado ao tipo de serviço.

Em 1956, surgiu a proposta da construção de um novo Mercado Municipal. Após 16 anos da tragédia, o então prefeito, Costábile Romano inaugurou o prédio. A partir do dia 28 de setembro de 1958 o novo prédio do Mercado Municipal retomou impulso econômico e até hoje se mantém, apesar de desgastado e envelhecido.

Projetado pelo engenheiro Jaime Zeiger, o novo prédio passou a exibir uma arquitetura moderna, inovadora para a época. Com 4.150 metros quadrados divididos por um corredor principal, cinco corredores secundários, a parte externa, revestida por pastilhas foi presenteada com a obra do artista Bassano Vaccarini. Na década de 90, o Mercado Municipal passa a ser responsabilidade da Coderp.

 

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Da ala bolsonarista raiz Rodrigo Junqueira traz o PSL para disputa real a prefeitura

Entenda o que esta em jogo nas eleições de 2020, e quais os reais interesses para o futuro de Ribeirão Preto

O desespero do “Fique em Casa”, impediu a visão dos mais humildes ou desinformados

A politica da "reclusão" do povo, exemplificando o Estado de São Paulo, com a impossibilidade de tratamento antecipado de muitas pessoas, atrapalhou um resultado promissor

O preço do arroz subiu, e agora? Bora substituir o cereal em grande estilo

O chef Melchior preparou uma receita saborosa com um acompanhamento ideal para substituir o arroz e salvar o seu bolso em grande estilo.

Mortes no trânsito sobem na região de Ribeirão Preto

Vítimas fatais aumentam em 17% no mês de agosto segundo o Infosiga SP. Índices reduziram em todo o Estado

Dia do Idoso: Autocuidado é ainda mais importante na terceira idade

Podóloga da Doctor Feet ensina rotina de cuidados com o pés, pernas e unhas, na melhor fase da vida