Home » Lazer e Cultura » Exposição dos 53 anos de história do Radioamador em RP

Exposição dos 53 anos de história do Radioamador em RP

Em parceria com a Casa do Radioamador, exposição acontecerá na Casa da Cultura

Construir um rádio, falar com a estação espacial internacional, conversar via rádio com qualquer pessoa do mundo e participar de concursos mundiais para saber com quantas pessoas você consegue contato em um período são alguns dos exemplos de atividades do radioamadorismo.

O Museu da Imagem e do Som “José da Silva Bueno”, equipamento cultural da Secretaria da Cultura de Ribeirão Preto, e a Casa do Radioamador de Ribeirão Preto convidam para exposição em homenagem aos 53 anos de história do rádio amador na cidade. A exposição acontecerá na Casa da Cultura (Praça Alto de São Bento s/n), de 15 de agosto (abertura oficial) a 13 de setembro, das 9h às 17h. Escolas e instituições podem agendar visitas monitoradas pelo (16) 3636-1206, ramal 228.

“Para ser radioamador é preciso de uma licença, assim como para dirigir um carro. Quem emite essa licença, atualmente, no Brasil é a Anatel, sendo que qualquer pessoa pode solicitar este documento. Mas, para recebê-la é preciso realizar uma prova que aborda temas como ética e técnicas de operação de rádio. Isso porque pelas frequências do rádio estão muitos serviços importantes para a sociedade, como polícia, bombeiro, aviação, ambulância e as rádios comerciais. O radioamador deve entender suas reponsabilidades ao utilizar este meio de comunicação.”, explica Gilmar de Moura Gaspar, presidente da Casa do Radioamador de Ribeirão Preto.

Alguns radioamadores participam da Rede Nacional de Emergência de Radioamadores (RENER). Criada em 2001, essa rede atua em situações de calamidade, como já ocorrido em diversas partes do país, fazendo uma integração entre os radioamadores e a Defesa Civil Nacional. Mesmo fora das situações de calamidade, são milhares os apoios fornecidos por rádio nas mais diversas situações. Estatísticas de 2012 da Embratel, por exemplo, mostram que foram efetuadas 65.233 emissões relativas à salvaguarda marítima.

O Radioamadorismo
É um hobby que proporciona desenvolvimento pessoal através de estudos relacionados à eletrônica, rádios e antenas. Também acontece através da troca de experiências com os demais radioamadores pelo mundo, adquirindo amplo conhecimento das questões relacionadas à radiotransmissão.

O conhecimento também é praticado no dia a dia, seja com a utilização, manutenção ou, ainda, a construção de equipamentos e antenas, contatos via rádio entre as estações (demais radioamadores ao redor do mundo). Ocorrem, ainda, concursos (contests) em que o objetivo é o treinamento através do contato com o maior número possível de estações, ainda que longínquas.

Os radioamadores ficam à disposição das forças de segurança, incluindo o Exército, e da Defesa Civil, em caso de emergências e calamidades, sendo que os serviços de telefonia/internet mostram-se frágeis, chegando a ficar inoperantes nestas ocasiões que mais se precisa da comunicação para ações ordenadas e coordenadas. O sistema de rádio, ainda que seja afetado, é rapidamente restabelecido e torna-se essencial no apoio à população.

Casa do Radioamador

Em Ribeirão Preto, a Casa do Radioamador (CRRP) foi fundada em 21 de abril de 1964, operando 24h por dia, sete dias por semana, na frequência VHF 146.670MHz, considerado Serviço de Utilidade Pública de acordo com a Lei Municipal n°1615, 19 de agosto de 1965. Entidade civil sem fins políticos, religiosos ou financeiros chegou, de acordo com última análise, em mais de 100 países com mais de 50.000 contatos diretos em seus comunicados, levando para o mundo o radioamadorismo e o nome da cidade de Ribeirão Preto.

Atualmente, a CRRP passa por reestruturação e mudança de endereço de sua sede administrativa do Alto do São Bento para a rua Goiás, 1072, nos Campos Elíseos. Busca parceria com universidades para implantação do parque de antenas, assim como pesquisas em radiocomunicação. Visite o site e conheça mais.

Comente

Deixe uma resposta