InícioSaúdeVacina contra o zika vírus já tem comprovada eficiência em testes com...

Vacina contra o zika vírus já tem comprovada eficiência em testes com animais

- continua após a publicidade -

Duas formulações candidatas a vacina contra o vírus zika passaram pelos primeiros testes com animais de laboratório. Cada uma delas, aplicada em dose única, protegeu integralmente os camundongos infectados pelo zika. Os resultados foram publicados nesta terça-feira, 28, na revista Nature.

Nos experimentos com roedores, os dois candidatos à vacina se mostram efetivos tanto contra a variedade do vírus em circulação no Brasil como contra a linhagem encontrada em Porto Rico, no Caribe.

“Mostramos que é possível produzir uma vacina contra o zika”, conta o imunologista brasileiro Rafael Larocca, primeiro autor, ao lado do colega Peter Abbink, do estudo desenvolvido no Centro de Virologia e Pesquisa em Vacina (CVVR), na Escola Médica de Harvard, nos Estados Unidos.

O pesquisador afirma que os resultados são fortes e convincentes, mas pede cautela enquanto aguarda a realização de mais testes com animais e ensaios com seres humanos. “Até onde se sabe, essa é a primeira demonstração em modelo animal de proteção contra o zika por meio de vacina”, afirma o médico e pesquisador norte-americano Dan Barouch, coordenador do laboratório em que Larocca trabalha.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O imunologista brasileiro e seus colaboradores usaram separadamente as duas formulações de vacina para imunizar os camundongos e, dias mais tarde, injetaram nos animais o zika brasileiro ou o zika porto-riquenho a fim de verificar se as vacinas ofereciam proteção.

Nenhum roedor imunizado desenvolveu sinais de infecção nem apresentou no sangue quantidades detectáveis de vírus, enquanto o zika se proliferou em abundância no organismo dos camundongos que não haviam sido vacinados.

Uma bateria de testes posterior ajudou a identificar o que parece ser a principal forma de proteção contra o zika. Larocca e Abbink coletaram amostras de sangue dos animais imunizados, extraíram os anticorpos específicos contra o vírus e transferiram apenas esses anticorpos para camundongos que não haviam sido imunizados. Ao injetar o zika do Brasil ou o de Porto Rico nesses animais, os pesquisadores verificaram que os roedores não se tornaram infectados.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Na estreia do Paulistão, Botafogo empata com o Santo André

Com o empate, o Tricolor soma um ponto no Grupo C, que tem o Palmeiras na liderança com três pontos.

Esta adiantado estudo que usara agua do rio Pardo para abastecimento da cidade

Atualmente, toda a água consumida na cidade vem do Aquífero Guarani; Atlas Brasil recomenda busca de novo manancial

Agendamento aberto para hoje: Adultos e inocentes

Esta aberto agendamento nesta quarta-feira 26 o agendamento para adultos e crianças com 2.500 doses para cada grupo, que serão aplicadas neste dia 27

Descansa Olavo de Carvalho aos 74 anos

O corpo descansou, mas o "parteiro" do conservadorismo nunca morrera, suas ideias e pensamentos criaram raízes

Últimas vagas para cursos profissionalizantes na Celso Charuri

São 24 vagas para Torneiro Mecânico e seis para Construtor de Alvenaria; aulas começam em fevereiro
- PUBLICIDADE -