InícioSaúdeJaneiro Verde: campanha alerta para prevenção do câncer de colo de útero

Janeiro Verde: campanha alerta para prevenção do câncer de colo de útero

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o Brasil deve registrar 17.010 novos casos da doença em 2023

- continua após a publicidade -

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o Brasil deve registrar 17.010 novos casos da doença em 2023  

Ocupando o terceiro lugar entre as neoplasias que mais acometem as mulheres no país, o câncer de colo de útero é um dos mais preveníveis e sua principal causa é a infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV). 

De acordo com estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o Brasil deve registrar 17.010 novos casos da doença em 2023, o que representa um risco considerado de aproximadamente 13 casos a cada 100 mil mulheres – estimativa 6% maior em relação ao ano passado -.  

Para Diocésio Andrade, oncologista da Oncoclínicas Ribeirão Preto e membro fundador do EVA – Grupo Brasileiro de Tumores Ginecológicos, estes dados se tornam ainda mais preocupantes quando levada em consideração a principal condição predisponente para desenvolvimento da neoplasia: o contágio pelo papilomavírus humano.

“O uso de preservativos durante as relações sexuais e exames recorrentes de Papanicolau são prevenções importantes, mas é imprescindível a vacinação, que é a proteção mais eficaz contra a infecção do HPV e está disponível no sistema público de saúde para meninas, com idade entre 9 e 14 anos, e para os meninos, de 11 a 14 anos”, comenta o médico. 

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O tratamento do câncer de colo de útero pode variar de acordo com o estágio da doença.  

“Quando diagnosticado em sua fase inicial, as chances de cura do tumor são maiores e o tratamento tende ser mais tranquilo. Por essa razão, a conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce é fundamental. Podem ser indicadas radioterapia, cirurgia, quimioterapia, braquiterapia, ou ainda a combinação de dois ou mais tratamentos, dependendo do estágio em que a doença se encontra”, diz o oncologista.  

O tumor maligno geralmente possui desenvolvimento lento e inicialmente silencioso, podendo não apresentar sintomas em suas fases iniciais.

Entretanto, ao evoluir, pode apresentar quadros de sangramento vaginal intermitente (que vai e volta) ou após a relação sexual, secreção vaginal anormal e dor abdominal associada a queixas urinárias. “Ao notar qualquer desconforto ou alteração na região, é imprescindível a busca imediata por um especialista”, finaliza o médico.

arquivo pessoal

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

STF julga liberação de crininosas para prender manifestantes de 8 de janeiro

Vão soltar criminosas para sobrar lugar para prender senhoras que se manifestavam dentro da constituição e acreditaram em um capitão e alguns generais

As críticas do New York Times a Moraes

O jornal norte-americano New York Times voltou a falar sobre o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Uma reportagem publicada neste domingo, 22,...

5 depredações da esquerda contra o patrimônio público

“Nunca vocês leram alguma notícia sobre um movimento ou partido de esquerda invadir o Congresso Nacional, a Suprema Corte ou o Palácio do Planalto”,...

Valor bloqueado de manifestantes sobe para R$ 18,5 milhões

A Justiça Federal autorizou hoje (21) novos bloqueios de bens de suspeitos de financiar os atos que resultaram na depredação dos prédios dos Três Poderes...

José Dirceu propõe reestruturar papel dos militares no Brasil

Militares precisam voltar para os quartéis e sair de órgãos do governo, sugere. José Dirceu de Oliveira e Silva, ex-ministro da Casa Civil de Lula,...
- PUBLICIDADE -