Início Saúde Boletim Epidemiológico: 12.179 infectados por dengue e 1.559 casos suspeitos Coronavírus

Boletim Epidemiológico: 12.179 infectados por dengue e 1.559 casos suspeitos Coronavírus

Você pode até não ser o Messias, mas seu quintal você pode cuidar. Oitenta por cento dos casos estão nas casas das pessoas. Dengue mata

- continua após a publicidade -

O departamento de Vigilância em Saúde, órgão da Secretaria Municipal da Saúde, divulgou nesta segunda-feira (4) o Boletim Epidemiológico da dengue – 519 casos foram confirmados na cidade no mês de abril. Em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 4.222 casos da doença, houve uma redução de 87,7% de pessoas infectadas pelo mosquito Aedes aegypti.

Já os números em 2020, considerando os meses de janeiro, fevereiro, março e abril, concentram 12.179 casos. O índice é 69,32% maior que em 2019, quando foram registrados, no mesmo período, 7.193 casos da doença.

foto arquivo

“Oitenta por cento dos casos estão nas casas das pessoas e a conscientização da população é fundamental. Cada morador deve cuidar do seu quintal, eliminando focos de água parada para que o mosquito não se desenvolva. Portanto, além das nossas atividades, precisamos muito da participação da população limpando sua própria casa”, orienta o secretário da Saúde, Sandro Scarpelini.

A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Luzia Márcia Romanholi Passos, ressalta que são encontrados e recolhidos muitos criadouros do mosquito durante o trabalho de campo, que prevê, além do recolhimento do material, orientação às pessoas.

foto arquivo

“A conscientização e ajuda da população são fundamentais para o controle da doença. Portanto, solicitamos aos moradores da cidade que limpem suas casas, seus quintais semanalmente e não deixem acumular água parada, ambiente ideal para o mosquito crescer. Somente assim conseguiremos vencer essa batalha na cidade”, alerta a diretora.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Coronavírus, Chikungunya, zika vírus, microcefalia, febre amarela, gripe H1N1 e Sarampo

foto arquivo

Estão em investigação 1.559 casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus (covid-19) na cidade. Ao todo, são 300 confirmados, 887 descartados e oito óbitos. Os exames foram encaminhados para análise ao Instituto Adolfo Lutz, na capital paulista.

Já para a chikungunya, não houve nenhum caso confirmado da doença em abril de 2020.

Quanto à microcefalia ou outras alterações neurológicas possivelmente relacionadas à infecção pelo zika vírus, foram registrados como suspeitos quatro casos em abril deste ano.

foto arquivo

De acordo com o Boletim Epidemiológico, não houve registro de febre amarela no mês de abril.  Desde 2016, não há registro de casos da doença em Ribeirão Preto.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Em relação à Síndrome Respiratória Aguda Grave (gripe causada pelo vírus Influenza), não foi confirmado nenhum caso naquele mês, assim como não foram registrados pacientes com sarampo e febre amarela.

O Boletim Epidemiológico está disponível na página da Prefeitura (www.ribeiraopreto.sp.gov.br).

arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Live “Sertãozinho 124 Anos” será neste sábado, 05

Neste sábado, 5 de dezembro, dia em que a cidade completa 124 anos.

Shopping Iguatemi Ribeirão Preto promove tradicional campanha promocional de Natal

Começou a contagem regressiva para o final de ano e para tornar a experiência de Natal ainda mais completa nesta temporada

Sertãozinho: Feira de adoção neste sábado (05) na Praça 21 de Abril

Se ainda não tem um pet ou quer ter mais um, essa pode ser a sua oportunidade!

Cristina Mel presenteou o Congresso de líderes Cristãos com sua participação

tarde do terceiro dia do Congresso de Líderes Cristãos foi presenteada pela presença da cantora Cristina Mel.

Destinação de IR para causas sociais vai até 29 de dezembro

Contribuintes que fazem suas declarações do imposto de renda por deduções, modelo completo, podem destinar até 6% do imposto de renda devido às entidades cadastradas