Início Saúde Aproximadamente 16 mil pessoas foram vacinadas neste início de ano contra a...

Aproximadamente 16 mil pessoas foram vacinadas neste início de ano contra a febre amarela

- continua após a publicidade -

Com a divulgação da morte de um homem de 52 anos por febre amarela ocorrida em 26 de dezembro e oficializada pelo Instituto Adolfo Lutz no último dia 4 de janeiro, as 38 salas de vacinação das Unidades de Saúde da rede municipal tiveram um aumento significativo no movimento, da ordem de 135% inicialmente. Desde o último dia 4, o número de pessoas vacinadas já ultrapassou 16 mil.

A média diária atual de atendimento é de 2 mil pessoas. Nesta segunda-feira, no entanto, o atendimento ultrapassou essa média e chegou a 2.158 vacinas aplicadas.

Mesmo assim, a Secretaria da Saúde estima que ainda faltem cerca de 150 mil pessoas a ser vacinadas para se alcançar a cobertura total, de 100% da população, conforme preconizado pela Organização Mundial de Saúde.

“Embora não haja motivos para alarde, a população precisa se imunizar e colaborar no sentido de evitar criadouros do mosquito Aedes aegypti, que, além da dengue, chikungunya e zika-vírus, também transmite a febre amarela”, reitera o secretário da Saúde, Sandro Scarpelini.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Ele garante que os estoques da vacina são suficientes para suprir a demanda.
A doença – A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por vetores artrópodes, que possui dois ciclos epidemiológicos distintos de transmissão: silvestre e urbano. Reveste-se da maior importância epidemiológica por sua gravidade clínica e elevado potencial de disseminação em áreas urbanas infestadas por Aedes aegypti. A febre amarela é uma doença de evolução rápida, com letalidade de 40 a 50%.

No ciclo silvestre da febre amarela, os primatas não humanos (macacos) são os principais hospedeiros e amplificadores do vírus, e os vetores são mosquitos com hábitos estritamente silvestres, sendo os gêneros Haemagogus e Sabethes os mais importantes na América Latina. Nesse ciclo, o homem participa como um hospedeiro acidental ao adentrar áreas de mata. No ciclo urbano, o homem é o único hospedeiro com importância epidemiológica e a transmissão ocorre a partir de vetores urbanos (Aedes aegypti) infectados.

Ação especial no Castelo Branco – Na UBDS do bairro Castelo Branco foram feitas atividades especiais a pedido de empresas do entorno. Além de uma equipe volante, que vacinou cerca de 70 pessoas contra a febre amarela, foram realizadas orientações para prevenção das DST/Aids (Doenças Sexualmente Transmissíveis). A informação é da gerente da unidade, Elisângela de Almeida Puga, responsável pelo expediente que registra a maior média diária de vacinação no município.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Urgente: Bolsonaro afirma que não tem acordo com Doria e não comprar vacina chinesa

Nesta Quarta-feira (21) Brasília deve pegar fogo com decisão de Bolsonaro, cancelando acordo feito entre governadores e Pazuello

Justiça bloqueia R$ 29 milhões em bens de Doria em ação por improbidade

PSDB e sua fake: Doria gastou com propaganda pessoal o equivalente a 21% do total empregado nas obras de asfalto.

Padaria Pet abre unidade em Ribeirão Preto

Loja é a 9ª franquia da rede, que terá tratamento de aromaterapia, espaço para aniversário pet, petiscaria gourmet para cães e gatos como, pipoca, bolo de caneca, cerveja e café

TEL abre 300 vagas de emprego em São Paulo

Home Office: Processo seletivo oferece oportunidades em telemarketing para vendas; empresa já emprega 15 mil profissionais no Brasil

68% dos lojistas apontam aumento nas vendas, após seis meses de quarentena

Setor de eletrônicos foi o mais beneficiado, segundo FCDLESP; apenas 15% das micro e pequenas empresas conseguiram o PRONAMPE