InícioRegiãoPontalFugitivo subiu no telhado trocou tiros com a policia e morreu

Fugitivo subiu no telhado trocou tiros com a policia e morreu

- continua após a publicidade -

Um homem morreu depois de trocar tiros com a policia na Cidade de Pontal.
O homem conhecido nos meios policias estava em fuga, e tentou se evadir por varios pontos da cidade até que chegou ao bairro Nova Pontal, onde tentava se esconder em cima do telhado de uma residência, mas neste momento ja estava cercado pela policia.

Intimado a se entregar o meliante se negociou e passou a disparar contra os policiais, que revidaram a grave ameaça e acertaram o homem. Ele morreu no local, em cima do telhado, dando trabalho aos bombeiros que tiveram que retirar o corpo.

O caso aconteceu na noite desta quinta-feira (05), a policia científica esta no local e ainda não forneceu maiores detalhes do ocorrido.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

A economia a “gente vê depois” leva mais de 2 milhões a extrema pobreza

Pelo menos 2 milhões de famílias brasileiras tiveram a renda reduzida e caíram para a extrema pobreza entre janeiro de 2019 e junho deste...

Quem foi vacinado com coronavac continua proibido de entrar em países que aceitam turistas

A santa medicação do Doria, continua proibida em vários países que já abriram suas fronteiras. E como ficam os imunizados que precisam viajar?

‘Sofrimento global’ faz buscas por ajuda emocional e prevenção ao suicídio aumentarem

Psicológicos relatam aumento de transtornos alimentares e psicológicos na pandemia e falam em ‘crises potencializadas’; Centro de Valorização da Vida registrou 147 mil atendimentos a mais apenas em 2020

Dirigente do Botafogo esquece a tradição e coloca o time entre os da várzea

Agora a torcida vai precisar trocar os bumbos e tambores por rosário, bíblia e agua benta, se não quiser estar ao lado do Leão

Governo federal anuncia dose de reforço para profissionais de saúde

Aplicação extra ocorrerá a partir de seis meses da imunização completa
- PUBLICIDADE -