InícioRegiãoDumontForam entregue 198 moradias para famílias de baixa renda 35 moradias do...

Foram entregue 198 moradias para famílias de baixa renda 35 moradias do Morar Bem, Viver Melhor para famílias de baixa renda em Dumont

- continua após a publicidade -

O governador Geraldo Alckmin e o secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia, entregaram nesta quarta-feira, 28, as chaves da casa própria para 35 famílias em Dumont, na região de Ribeirão Preto. As moradias do Morar Bem, Viver Melhor, que foram viabilizadas pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), estão localizadas no Conjunto Habitacional Joaquim da Silva Carneiro e tiveram investimento de R$ 3,7 milhões.

“Ano novo, casa nova. Estamos muito felizes em entregar essas moradias para que as famílias já possam entrar 2017 de casa nova. Todas com infraestrutura completa e com aquecedores já instalados, o que ajuda o meio ambiente e reduz a conta de luz”, afirmou o governador.

Em Dumont, 82,8% das famílias beneficiadas tem renda mensal de até três salários mínimos e irá desembolsar 15% dos rendimentos nas prestações. Os novos mutuários terão prazo de até 25 anos para quitar o financiamento habitacional. As prestações serão subsidiadas pelo Governo do Estado e calculadas de acordo com a renda familiar. O valor da menor prestação é de R$ 132.

Das 35 unidades, três são destinadas para pessoas com deficiência, duas a idosos, duas para indivíduos sós, uma para policial e 27 para a população em geral. As famílias beneficiadas foram selecionadas por meio de sorteio público, que foi realizado em outubro deste ano.

As moradias têm dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço, distribuídos em 56,67 m² de área construída. Os imóveis possuem piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos no banheiro e nas paredes hidráulicas da cozinha, muretas de divisa entre os lotes, estrutura metálica para cobertura, esquadrias de alumínio e infraestrutura completa com redes de água e esgoto, iluminação pública, rede elétrica, drenagem, pavimentação asfáltica, urbanismo e muro de arrimo.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A CDHU atende famílias com renda entre um e dez salários mínimos, priorizando as que recebem até três. Outros requisitos para participar do programa são: morar ou trabalhar no município há pelo menos cinco anos, não ser proprietário de imóvel e não ter financiamento habitacional.

Este empreendimento habitacional foi viabilizado em parceria com o município, que doou o terreno e administrou a obra. A CDHU repassou os recursos financeiros e supervisionou todas as etapas dos trabalhos.
De acordo com estudo realizado pela CDHU, são criados 14,5 empregos diretos a cada R$ 1 milhão investido em construção residencial, o que equivale, na entrega desta quarta, a 53 empregos diretos criados pela obra.
Desde 2011, a região administrativa de Ribeirão Preto recebeu 3.861 moradias populares, por meio da CDHU e do programa Casa Paulista. Além disso, há 1.074 habitações de interesse social em construção.

Morar Bem, Viver Melhor
O Morar Bem, Viver Melhor é a política habitacional do Estado de São Paulo. Reúne todas as ações e investimentos da Secretaria de Estado da Habitação, como infraestrutura, urbanização, requalificação, acessibilidade, qualidade das construções e equipamentos, cuidados com o meio ambiente, inovações e qualidade de vida para as famílias atendidas.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Prefeitura inaugura duas novas escolas de educação infantil

Uma Unidade conta com 319 vagas, sendo 135 para crianças e outra para receber 420 alunos

João Rock anuncia 19ª edição para 11 de junho de 2022

Evento apresentará line-up e iniciará pré-venda de ingressos no dia 26 de outubro

Prainha de Rifaina reabre dia 03 de Novembro

Fechada desde março de 2020, afetou o turismo e comercio, obrigando muitos fecharem em definitivo.

Bolsonaro cria auxílio gás para famílias carentes

Saiba quem tem direito ao beneficio e como solicitar.

Como sempre turminha do PT usam retorica e chama vereadores de ‘machista, racista e elitista’

Por ser mulher e do PT a vereadora exige que seus projetos caminhem mais rápido do que os demais. Com salario e mordomia que recebe ela não faz parte da elite?
- PUBLICIDADE -