Início Região Batatais Prédios públicos têm energia cortada pela CPFL em Batatais

Prédios públicos têm energia cortada pela CPFL em Batatais

- continua após a publicidade -

Quatro prédios públicos municipais de Batatais tiveram a energia cortada pela CPFL Paulista entre os dias 14 e 15 de junho por inadimplência, de acordo com a empresa.

Segundo nota oficial da Prefeitura, os pagamentos atrasados de R$126 mil foram pagos na última segunda-feira (13) para a concessionária, em que tais atrasos não justificam a interrupção, esclarecendo que a dificuldade na quitação dos pagamentos ocorre em decorrência da queda de arrecadação que os municípios em geral estão enfrentando.

A CPFL interrompeu o fornecimento de energia elétrica:
Prédios do Centro de Convivência do Idoso, da Creche Municipal do bairro São Carlos, no prédio em que ficam os equipamentos de retransmissão de canais de TV de Batatais, e no Centro de Lazer do Trabalhador.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A Prefeitura de Batatais entrou em contato com a direção regional da CPFL e todos os prédios públicos já estiveram a energia restabelecida na tarde de ontem (15), e ainda afirmou que uma equipe de funcionários municipais está acompanhando o trabalho da concessionária.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Com média semanal abaixo de 100 mortes, SP volta a patamar de abril

Mesmo com a quarentena mais livre, Dados da Secretaria de Saúde e do Centro de Contingência COVID-19 mostram que índice ficou em 91 óbitos na medição desta quarta

Dória dobra o ICMS para diversos setores no Estado de São Paulo para 2021

Para ajustar as contas do Estado de São Paulo em função da pandemia, o governo de João Dória já elegeu quem pagará as contas: os contribuintes e empresários.

Minions invadem o McDonald’s

Em ação inédita, a nova campanha do McLanche Feliz trará Minions e em dobro

Comércio de Ribeirão e região ganha Marketplace para atrair mais clientes, aumentar vendas e estimular a economia local

Trata-se da expansão do projeto Varejo+, iniciativa da CDL e do SINCOVARP. As duas entidades confirmam o lançamento do Shopping Center Online voltado especialmente à MEIs, micros, pequenas e médias empresas.

“Uber do ônibus” acusa Dória de tentar inviabilizar atividade e protesta em frente à sede do governo

Entre as participantes da manifestação está a Buser, maior plataforma do segmento no Brasil, cotada para se tornar, ainda neste ano, um unicórnio (nome dado às startups cujo valor alcança US$ 1 bilhão).