Início Região Barretos Vazamento de anomia em frigorífico deixa funcionários em pânico

Vazamento de anomia em frigorífico deixa funcionários em pânico

- continua após a publicidade -

Os funcionários do frigorifico Minerva em Barretos passaram por um grande susto na tarde de hoje, dia 22, quando um vazamento de amônia na casa de máquinas da fábrica aconteceu e deixou todos em alerta.

Cerca de 1,5 mil funcionários na fábrica foram retirados do local até o controle da situação.

Segundo a empresa Minerva Foods houve uma sobrecarga em um dos sistemas de resfriamento de amônia, que causou o desarme automático do compressor e abertura da válvula de segurança do sistema, como prevê a norma de segurança aplicável.

“A Minerva Foods reforça que prima pelo cumprimento de todas as normas de segurança e informa que a planta voltou a operar às 15h30, após liberação do corpo de bombeiros.” afirma a nota da empresa.
E
m agosto do ano passado, um funcionário morreu e outros 30 ficaram feridos durante um vazamento de amônia.
A Cetesb identificou um dano em um evaporador, equipamento usado para resfriar as câmaras frigoríficas.

O que é amônia (NH3)?

A amônia é um produto básico na indústria química e tem aplicações domésticas e industriais. Na indústria, a amônia é usada no refino de petróleo, como insumo na fabricação de produtos farmacêuticos e como gás refrigerante nos processos de resfriamento de câmaras frigoríficas e ar condicionado industrial. Na agricultura, a amônia pode ser usada na fabricação de fertilizantes, e no tratamento antifúngico para os citrinos.
A amônia também pode ser produzida naturalmente quando os materiais armazenados como esterco, compostagem e outros materiais orgânicos se decompõem.
A amônia pode ser misturada com água e vendida como hidróxido de amônio.

Riscos da Amônia
Os trabalhadores em todas as indústrias devem saber que, apesar de seu uso comum, a amônia representa riscos à saúde e, esses riscos exigem uso adequado de equipamentos de proteção individual (EPI) e procedimentos de segurança e manuseio bem elaborados.
A amônia é considerada um produto químico perigoso, corrosivo para a pele, olhos, vias aéreas superiores e pulmões.
A amônia tem um cheiro característico e, é irritante quando inalada, e o nariz é geralmente o primeiro a sentir os sintomas da exposição. Caso seja inalada, pode causar tosse, chiado no peito, falta de ar, asfixiar e queimar as vias aéreas superiores.
Para evitar a superexposição a amônia é importante conhecer os limites de exposição, as concentrações e propriedades dos materiais que podem reagir com o NH3 em seu ambiente de trabalho. É importante alojar e armazenar esses materiais em um local fresco, seco e longe de materiais incompatíveis, tais como cloro, ácidos, oxidantes e metais. Caso vá utilizar algum produto que contenha NH3 em sua fórmula, faça isso em áreas bem ventiladas e com facilidade de acesso a saída e próximo a torneiras onde possa se lavar em caso de exposição. Nunca misture amônia com cloro (alvejante) porque a combinação cria cloraminas, um gás extremamente tóxico e irritante. No ambiente de trabalho, use os EPIs adequados para as tarefas de trabalho onde haja presença de NH3, elabore estudo ssobre as condições, riscos e planos de emergência para esse produto.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Coronavírus: primeira leva de ‘vacinas do Doria’ virá da China

Segundo Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, a chegada deste material é uma prioridade absoluta.

Coronavírus: UTIs administradas pelo Estado a custaram três vezes mais que as terceirizadas em SP

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de SP, chegaram a custar R$ 58 mil por dia. Isso explica muita coisa?

Ribeirão Preto tem instituto referência em terapia ABA para pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Organização oferece apoio para pacientes com atrasos no desenvolvimento intelectual, de linguagem, e também capacitação e consultoria para as pessoas envolvidas com esse público

Elei­ções: can­di­datos agora só podem ser presos em fla­grante

Já elei­tores não po­derão ser presos cinco dias antes das elei­ções, ou seja, a partir do dia 10, ex­ceto em fla­grante de­lito

Assustadora e gravíssima carta do Arcebispo Vigano a Trump

'Este momento histórico vê as forças do mal alinhadas em uma batalha sem quartel contra as forças do bem.' Entenda e compartilhe com todos