Início Região Barretos Vazamento de anomia em frigorífico deixa funcionários em pânico

Vazamento de anomia em frigorífico deixa funcionários em pânico

- continua após a publicidade -

Os funcionários do frigorifico Minerva em Barretos passaram por um grande susto na tarde de hoje, dia 22, quando um vazamento de amônia na casa de máquinas da fábrica aconteceu e deixou todos em alerta.

Cerca de 1,5 mil funcionários na fábrica foram retirados do local até o controle da situação.

Segundo a empresa Minerva Foods houve uma sobrecarga em um dos sistemas de resfriamento de amônia, que causou o desarme automático do compressor e abertura da válvula de segurança do sistema, como prevê a norma de segurança aplicável.

“A Minerva Foods reforça que prima pelo cumprimento de todas as normas de segurança e informa que a planta voltou a operar às 15h30, após liberação do corpo de bombeiros.” afirma a nota da empresa.
E
m agosto do ano passado, um funcionário morreu e outros 30 ficaram feridos durante um vazamento de amônia.
A Cetesb identificou um dano em um evaporador, equipamento usado para resfriar as câmaras frigoríficas.

O que é amônia (NH3)?

A amônia é um produto básico na indústria química e tem aplicações domésticas e industriais. Na indústria, a amônia é usada no refino de petróleo, como insumo na fabricação de produtos farmacêuticos e como gás refrigerante nos processos de resfriamento de câmaras frigoríficas e ar condicionado industrial. Na agricultura, a amônia pode ser usada na fabricação de fertilizantes, e no tratamento antifúngico para os citrinos.
A amônia também pode ser produzida naturalmente quando os materiais armazenados como esterco, compostagem e outros materiais orgânicos se decompõem.
A amônia pode ser misturada com água e vendida como hidróxido de amônio.

Riscos da Amônia
Os trabalhadores em todas as indústrias devem saber que, apesar de seu uso comum, a amônia representa riscos à saúde e, esses riscos exigem uso adequado de equipamentos de proteção individual (EPI) e procedimentos de segurança e manuseio bem elaborados.
A amônia é considerada um produto químico perigoso, corrosivo para a pele, olhos, vias aéreas superiores e pulmões.
A amônia tem um cheiro característico e, é irritante quando inalada, e o nariz é geralmente o primeiro a sentir os sintomas da exposição. Caso seja inalada, pode causar tosse, chiado no peito, falta de ar, asfixiar e queimar as vias aéreas superiores.
Para evitar a superexposição a amônia é importante conhecer os limites de exposição, as concentrações e propriedades dos materiais que podem reagir com o NH3 em seu ambiente de trabalho. É importante alojar e armazenar esses materiais em um local fresco, seco e longe de materiais incompatíveis, tais como cloro, ácidos, oxidantes e metais. Caso vá utilizar algum produto que contenha NH3 em sua fórmula, faça isso em áreas bem ventiladas e com facilidade de acesso a saída e próximo a torneiras onde possa se lavar em caso de exposição. Nunca misture amônia com cloro (alvejante) porque a combinação cria cloraminas, um gás extremamente tóxico e irritante. No ambiente de trabalho, use os EPIs adequados para as tarefas de trabalho onde haja presença de NH3, elabore estudo ssobre as condições, riscos e planos de emergência para esse produto.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Odebrecht fez pagamentos a Toffoli, denuncia Marcelo Odebrecht à PGR

Marcelo Odebrecht e os demais diretores da empresa sempre se referiam a Toffoli como “amigo de Adriano” ou “amigo de AM (Adriano Maia)”

Gol de Bolsonaro: SBT acerta transmissão da final do carioca, Flamengo e Fluminense

O SBT alcançou a sua maior audiência na história da emissora até então com a transmissão da final da Copa do Brasil, decidida por Corinthians e Grêmio

Divirta-se com os melhores tweets do MBL tratando Ayan como um guru

Com a prisão de Luciano Ayan por suspeita de lavagem de dinheiro, separamos os melhores do tweets em que mblistas idolatram o prisioneiro.

Ribeirão Preto tem leitos sobrando na rede privada e deveria contratar com urgência

Presidente da entidade diz que hospitais de campanha são um erro estratégico e que Ribeirão Preto vive o cenário já experimentado por Manaus

Preso por lavagem de dinheiro do MBL teve cargo no governo Doria

Os presos Alessander Mônaco e Carlos A. de Moraes Afonso são investigados por ocultação de patrimônio, além de lavagem de dinheiro.
- PUBLICIDADE -