InícioPolicialQuadrilha que assaltaria empresa de valores tinha armas de uso exclusivo do...

Quadrilha que assaltaria empresa de valores tinha armas de uso exclusivo do Exército

- continua após a publicidade -

A polícia Militar, conseguiu informações e frustrou um grande assalto que ocorreria possivelmente em Banco ou Casa de Valores.

Os bandidos foram presos em uma chácara, em Ribeirão, onde foram localizados carros e até um caminhão numa operação conjunta entre as Forças Táticas da Região de Ribeirão Preto.

Os bandidos haviam alugado a chácara para passar o final de semana e onde segundo a policia estavam se organizando para a ação.

Não era sabido o local exato que iriam roubar afirmam policiais.
Segundo eles mesmo com essa grande quantidade de armas, não houve troca de tiros e todos se entregaram sem resistência.
Com os homens foi apreendido um grande armamento.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Secretaria de Segurança Pública

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que foram apreendidos cinco fuzis, três pistolas e munições. A ação da PM ocorreu quando os criminosos estavam dormindo.

Um dos assaltantes, um feirante de 40 anos, tentou escapar por uma escada, mas caiu e se machucou. “Ele foi socorrido ao Pronto Socorro Central e está internado”, informou a nota.

O feirante estava com uma das pistolas e ainda usava um RG e um certificado de reservista em nome de outra pessoa, porém, com sua foto. Ele também responderá por uso de documento falso.

Os demais – dois autônomos de 34, um de 29 e outro de 44 anos, dois ajudantes de 31 e 33, um açougueiro de 44 e um vendedor de 44 anos – foram encaminhados à carceragem.

Além dos fuzis e das pistolas, ainda foram recolhidos documentos, 16 celulares, seis rádios comunicadores, dois coletes à prova de bala, um aparelho bloqueador de sinal de celular, duas máscaras, quatro toucas ninjas, quatro relógios, dois uniformes e R$ 2.565.
Entre fuzis e pistolas apreendidos na manhã deste domingo (5) , a Polícia Militar encontrou um mapa que indica a possível rota de fuga planejada pelos suspeitos após atacarem uma empresa de transporte de valores na cidade.

“Antes, essas armas seriam destruídas pelo Exército. Mas, após a publicação de um decreto no ano passado, elas voltarão para a polícia”, explicou, referindo-se a um decreto redigido em agosto de 2016 pelo então ministro da Justiça, Alexandre de Moraes.

O grupo chegou a Ribeirão Preto entre a noite de sábado e a madrugada deste domingo. Por volta das 7h, 80 policiais do 3º Batalhão da PM do interior foram mobilizados para a operação após identificação da casa usada pelos suspeitos, na Avenida Professora Dina Rizzi.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Nova data do Kiss em Ribeirão Preto – Dia 1º de maio de 2022

Os ingressos já adquiridos seguem válidos para a nova data, portanto, não há necessidade de troca ou substituição.

Inscrições para o Sisu começam nesta terça-feira

Prazo para o segundo processo seletivo de 2021 termina no dia 6

Oportunidade de 220 vagas de emprego para diversas áreas

De janeiro a junho deste ano, Ribeirão Preto registrou saldo de 6.955 novos registros em carteira de trabalho, ficando na 6º posição no Estado de São Paulo

GCM recebe 20 armas para uso em patrulhamento

Spark permite imobilizar o infrator sem a necessidade de uso de força
- PUBLICIDADE -