Início Policial No 7º dia após desastre, esperança diminui e número de vítimas aumenta

No 7º dia após desastre, esperança diminui e número de vítimas aumenta

- continua após a publicidade -

No sétimo dia de buscas por vítimas do desastre causado pelo rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte, as autoridades contabilizam 99 mortos e 259 desaparecidos. O número de vítimas aumenta na proporção que a esperança diminui. Bombeiros experientes relatam que há dificuldades devido ao mar de lama que tomou conta da região.

Os trabalhos de resgate começam diariamente, por volta das 4h, e vão até a noite. A barragem B6, com água, segue monitorada 24 horas, sem risco de rompimento. Um plano de contingência, entretanto, foi elaborado de forma preventiva.

Buscas

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Nos dois últimos dias, segundo o Corpo dos Bombeiros, as buscas se concentraram onde ficava o antigo refeitório da Vale. É realizado monitoramento na área por onde os rejeitos se espalharam, coberta a partir de grupos distribuídos em 18 pontos. Há locais em que a lama se acumula a 10 metros de profundidade.

Ontem (30), tropas enviadas de São Paulo começaram a atuar em seis pontos de monitoramento. As atividades também foram reforçadas por 58 voluntários, que ficam nas imediações e contribuem na verificação de vestígios de corpos.

Barragens

A Defesa Civil de Minas Gerais divulgou ontem um “plano de contingência” no caso de riscos relacionados às barragens da região de Brumadinho que não se romperam. Mas, de acordo com o porta-voz da corporação, tenente-coronel Flávio Godinho, a medida é preventiva, pois não há barragens com risco de rompimento.

Segundo Godinho, as demais barragens estão no nível de segurança 1. O risco aumenta quando a classificação passa para níveis superiores, como 2 ou 3. Contudo, acrescentou o porta-voz, não há situações desse tipo ainda na região.

Em nota, a Defesa Civil designou locais para os quais moradores e pessoas que estiverem na área devem se dirigir em uma situação hipotética. “A Defesa Civil divulga pontos como medida preventiva em caso de elevação do risco”, destacou o comunicado.

“As polícia Civil e Militar estão monitorando as barragens em tempo real para, em caso de mudança na situação, haja aviso por meio de sirenes para que a população possa se deslocar de forma organizada e ordeira”, afirmou Godinho.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Distribuição de vacinas da AstraZeneca/Oxford deve começar neste sábado em todo o Brasil.

Brasil receberá 2 milhões de doses da vacina produzida na índia. Instituto FioCruz vai conferir e distribuir as doses para todo o país.

João Dória mente para a população e coloca todo o estado na Fase Vermelha.

Para o aprendiz de ditador e sua equipe a culpa é apenas da população. Ribeirão Preto entra para a fase vermelha aos finais de semana e após às 20hs durante a semana.

João Dória deve definir lockdown aos finais de semana e após às 20hs em dias de semana.

João Dória deve anunciar medidas com mais restrições para o estado aos finais de semana e toque de recolher durante a semana.

Startup de Ribeirão Preto tem apoio da ANVISA para avançar estudo de vacina contra COVID-19.

Empresa de Ribeirão Preto recebe o apoio da ANVISA para submeter os estudos no desenvolvimento de uma vacina contra o Coronavírus.

Mega-Sena pode pagar R$ 22 milhões neste sábado (23)

sorteio será realizado a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias CAIXA, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo.
- PUBLICIDADE -