InícioLazer e CulturaPolícia é chamada para conter público revoltado durante peça de Antonio Fagundes

Polícia é chamada para conter público revoltado durante peça de Antonio Fagundes

- continua após a publicidade -

Antonio Fagundes agradece a pontualidade do repórter ao atender o telefone.

“Se marcou horário, tem que cumprir”, ele diz.

Há quatro décadas, o artista adota a seguinte regra nas montagens que apresenta nos teatros: no minuto exato em que a peça está marcada para começar, ninguém mais pode entrar na sala.

O aviso está lá no ingresso de “Baixa terapia”, comédia atualmente em cartaz no Teatro Clara Nunes, no Shopping da Gávea, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

“O espetáculo começa RIGOROSAMENTE no horário marcado e não é permitida a entrada após o início, não havendo troca de ingressos e/ou devolução do dinheiro”, informa o bilhete.

No último sábado (14), cerca de 50 pessoas que chegaram atrasadas foram barradas e ficaram para fora do teatro. E se rebelaram com o fato. Parte do grupo ameaçou funcionários e, diante das negativas (e da explicação de que precisariam comprar ingressos para outro dia), esmurrou com violência a porta do estabelecimento. Com o tumulto, a peça precisou ser interrompida, e a sessão só foi retomada após a chegada de policiais. 

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

“Estamos revoltadas com a total falta de carinho e empatia do ator Antonio Fagundes e sua equipe para com o público. Desejo ao profissional que volte para São Paulo, porque o Rio não é sua praia”, criticaram alguns espectadores.

Fagundes ressalta que a postura rígida com o horário segue firme e forte. E lamenta que o óbvio — o fato de que o horário de uma peça precisa, sim, ser respeitado — não seja algo consensual.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

STF julga liberação de crininosas para prender manifestantes de 8 de janeiro

Vão soltar criminosas para sobrar lugar para prender senhoras que se manifestavam dentro da constituição e acreditaram em um capitão e alguns generais

As críticas do New York Times a Moraes

O jornal norte-americano New York Times voltou a falar sobre o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Uma reportagem publicada neste domingo, 22,...

5 depredações da esquerda contra o patrimônio público

“Nunca vocês leram alguma notícia sobre um movimento ou partido de esquerda invadir o Congresso Nacional, a Suprema Corte ou o Palácio do Planalto”,...

Valor bloqueado de manifestantes sobe para R$ 18,5 milhões

A Justiça Federal autorizou hoje (21) novos bloqueios de bens de suspeitos de financiar os atos que resultaram na depredação dos prédios dos Três Poderes...

José Dirceu propõe reestruturar papel dos militares no Brasil

Militares precisam voltar para os quartéis e sair de órgãos do governo, sugere. José Dirceu de Oliveira e Silva, ex-ministro da Casa Civil de Lula,...
- PUBLICIDADE -