Início Lazer e Cultura Exposição conta a história das enchentes e da obra que resolveu o...

Exposição conta a história das enchentes e da obra que resolveu o problema no ribeirão Preto

- continua após a publicidade -

“Um dos problemas sérios que preocupava todas as administrações do município eram as constantes enchentes, ocasionando a inundação do bairro da República, da Rua Guatapará e da parte baixa da cidade até a Rua José Bonifácio”, este é um trecho do relatório da Prefeitura de Ribeirão Preto, do exercício de 1929, que demonstra que a preocupação das administrações municipais com as enchentes no ribeirão Preto.

Elas castigaram, por mais de um século, uma parte vital da cidade trazendo doenças, transtornos e prejuízos a moradores, comerciantes e ao Poder Público.

A solução desse grave problema público, conquistada com a realização, entre 2008 e 2013, da Obra Antienchente é o que mostra a exposição fotográfica “O Desafio das Águas”- Obra para ficar na história. Montada no hall de entrada do Palácio Rio Branco desde esta quinta-feira, a exposição reúne cerca de 60 fotos históricas das cheias e das quatro etapas da obra realizada no córrego. As imagens fazem parte do acervo público e do arquivo dos fotógrafos da prefeitura, Carlos Natal e JF Pimenta.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Cirurgia – A Obra Antienchente foi realizada entre 2008 e 2013, em quatro etapas.
Foram 2.800 metros de intervenções ao longo das avenidas Fábio Barreto, Jerônimo Gonçalves e Álvaro de Lima. Para conter as águas, a cirurgia urbanística no coração da cidade triplicou a vazão do córrego de 80m³ para 250 m³. O canal em rocha foi aprofundado para um metro e meio. O ribeirão Preto foi alargado em 6 metros, passando de 8 metros para os atuais 14 metros. Foram gastos R$ 117 milhões de recursos dos governos Federal, Municipal, Estadual e da Câmara de Ribeirão Preto.

“Encontro das águas” – O ponto crucial de toda a obra foi a erradicação do estrangulamento do ribeirão Preto com o córrego Retiro Saudoso, onde foi preciso diminuir a angulação na confluência do “encontro das águas”. O que foi feito revigorou o passado da região Central e resgatou parte da Vila Virgínia.

Durante um século, as águas subiam de repente sem marcar hora. Foi preciso muito trabalho, para solucionar o problema, mas hoje, o temor, causado pelas enchentes na área central e na Vila Virgínia, pertence ao passado histórico.

A obra, exemplo de revitalização, trouxe ganhos incalculáveis para a preservação do patrimônio histórico e cultural. Foi capaz de trazer de volta a iluminação e os balaústres originais da época e as belas Palmeiras Imperiais, que foram replantadas.

Vida – Pode-se dizer que a Obra Antienchente “curou” parte da malha urbana onde a cidade se iniciou e, literalmente, mudou a cara de Ribeirão Preto, devolvendo-lhe beleza. Devolveu mais. Aos ribeirão-pretanos, o orgulho e a dignidade e, ao ribeirão Preto, uma nova vida.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira das 8 às 18 horas até o dia 8 de julho. A realização é da Prefeitura de Ribeirão Preto e tem apoio do Instituto do Livro, Programa Pró Ler, Museu da Imagem e do Som (MIS), Centro Cultural Palace (CCP), Amigos da fotografia e Cineclube Cauim.

Serviço:
Exposição de Fotos “O Desafio das Águas”- Obra para ficar na história
23/06 a 8/07 – Segunda a sexta-feira das 8h às 18 horas
Hall de entrada do Palácio Rio Branco (Prefeitura)
Praça Barão do Rio Branco s/n – Centro – Ribeirão Preto

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Sertãozinho: Feira de adoção neste sábado (05) na Praça 21 de Abril

Se ainda não tem um pet ou quer ter mais um, essa pode ser a sua oportunidade!

Cristina Mel presenteou o Congresso de líderes Cristãos com sua participação

tarde do terceiro dia do Congresso de Líderes Cristãos foi presenteada pela presença da cantora Cristina Mel.

Destinação de IR para causas sociais vai até 29 de dezembro

Contribuintes que fazem suas declarações do imposto de renda por deduções, modelo completo, podem destinar até 6% do imposto de renda devido às entidades cadastradas

Os canalhas também envelhecem

Ao ser comunicado sobre a prisão, o tarado disse “E VIDA QUE SEGUE”.

Nogueira reajusta IPTU e outros impostos em Ribeirão Preto

Trabalhar só parcialmente mas os impostos são integrais. Reajuste vale também para ISS, ITBI e outras taxas da administração