Início Esportes Olimpíadas Gari que carregará tocha olímpica pedalou 28,8 mil km por promessa

Gari que carregará tocha olímpica pedalou 28,8 mil km por promessa

- continua após a publicidade -

Ele não é atleta profissional, mas atingiu uma marca que causaria inveja a muitos.
Em 30 anos, o gari Amaro Pereira da Silva, de Ribeirão Preto (SP), percorreu 28 mil quilômetros de bicicleta para Aparecida (SP), entre idas e voltas acumuladas, como uma promessa para melhorar de vida, depois de deixar o Pernambuco em busca de oportunidade há 50 anos.

Se no esporte a superação é palavra de ordem, no dia a dia, Silva, de 68 anos, mostrou ter credenciais garantidas para ser um dos 12 mil brasileiros a carregar a tocha olímpica. No próximo dia 18 de julho, ele percorrerá um trajeto de 200 metros em Ribeirão com o objeto-símbolo da competição mundial que acontece em agosto no Rio de Janeiro.

Algo que o gari considerava improvável.

“Até eu achei difícil. Como é que no meio de tanta gente eu fui escolhido? Eu paro, de vez em quando sozinho: meu Deus do Céu, como é que eles me acertaram no meio de tanta gente?”,

insiste em se perguntar Silva, sobre o compromisso para o qual tem contado os dias.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A primeira “medalha” de Amaro Pereira da Silva foi conquistada aos 18 anos. Ele saiu a pé de Pernambuco para São Paulo em busca de trabalho. Catorze meses depois de paradas estratégicas, entre um e outro serviço autônomo, chegou a Ribeirão Preto, cidade que escolheu para se fixar e vive até hoje como gari.

Desde então, sua trajetória foi marcada por muitas dificuldades. Algumas o levaram a se dispor a viajar de bicicleta ano após ano, durante três décadas, de Ribeirão Preto para Aparecida, como agradecimento por suas conquistas pessoais.

As vitórias vieram através do amor de sua mulher, dos filhos e netos, do emprego, e da casa. Como resposta, entre 1980 e 2012, pedalou 28,8 mil quilômetros entre Ribeirão e Aparecida – em uma média anual de 960 vencidos em um total de cinco dias.

“Por 30 anos consegui. Graças a Deus nunca levei pancada de carro indo pra lá. Tenho orgulho de ter feito essa promessa em agradecimento pelo que alcancei”,

diz.

Indicado por seu exemplo de humildade e superação, Silva conta os dias para concretizar uma conquista única no sonho olímpico. Com alegria e ansiedade, o gari segue sua rotina de olho no dia 18 de julho.

“Estava pensando que é dia 18 agora, mas é dia 18 do mês que vem. Esse dia estou contando para estar lá, representando a firma que trabalho”,

afirma.

Quando se recorda de tudo que viveu até hoje, Silva expõe gratidão. “Tenho prazer em ser gari, eu ganho meu pão aqui.”

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

França proíbe linguagem de gênero neutro em escolas

Segundo o Ministério da Educação, a medida atrapalha o aprendizado dos alunos e prejudica as pessoas com deficiência mental

Bruno Covas tem piora, e estado de saúde é considerado muito gravíssimo

Ele está no Hospital Sírio-Libanês, onde está internado desde o dia 15 de abril para tratamento de um câncer.

Covid-19: governo compra mais 100 milhões de doses da vacina da Pfizer

Lote se soma aos 100 milhões de doses adquiridos anteriormente

Justiça de Ribeirão determina que Facebook retire do ar fake news sobre pandemia

Como acreditar na justiça brasileira? Chamam de negacionistas mas são os primeiros a negar informações que não interessam ou que não atendem uma única vertente.

Daerp inicia implantação da nova conta de água na região central

O planejamento é que a nova conta chegue a 30 mil usuários até o final do mês de maio
- PUBLICIDADE -