InícioFutebolComercialTorcedores do Comercial invadem vestiário agridem e fazem quebra quebra

Torcedores do Comercial invadem vestiário agridem e fazem quebra quebra

- continua após a publicidade -

img_6912A derrota para o Nacional, gerou revolta em parte da torcida, que invadiu o vestiário do estádio Palma Travassos após o final da partida deste sábado, válida pela Copa Paulista.

Reportagem da Rádio CBN informa que alguns torcedores invadiram a área de dispersão dos atletas e iniciaram um bate-boca.

Não satisfeitos, torcedores entraram no vestiário com pedaços de pau.
Poucos seguranças presentes não conseguiram impedir o protesto.

Quando a PM chegou apaziguou a situação.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O zagueiro Marco Tiago, pego de surpresa, confirmou as agressões dentro do vestiário.

Último colocado do grupo 7, o Comercial soma um ponto em três jogos.
O Votuporanguense lidera com sete pontos, seguido por Nacional, com quatro e RBB com três, restando três rodadas para o fim desta segunda fase da Copa Paulista.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

O nosso adeus a Miguel Liporassi

Ribeirão Preto perde Miguel Liporassi: Não era polêmico nem agressivo, era respeitado pela qualidade, voz e equilíbrio nos comentários. E pela postura com os colegas, leal, ficava longe das intrigas de bastidores.

PREVISÕES DO TAROT EM JULHO DE 2022

As previsões para Julho de 2022, trazem transformação nas finanças, amor, relação familiar

Vice de Lula tem novamente bens bloqueados pelo Ministerio Publico

Justiça Eleitoral determina bloqueio de R$ 11,3 milhões em bens de Geraldo Alckmin no caso Odebrech

Multas no corredor de onibus da Vargas começa nesta Segunda-feira (4)

Conforme o Código de Trânsito Brasileiro, transitar pela faixa exclusiva de ônibus é considerada infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Congresso mundial online reunirá milhões de pessoas para falar sobre “paz”

Como sentir paz e tranquilidade apesar dos desafios provocados pelo aumento do custo de vida, da violência, dos desastres naturais, do ódio e das guerras?
- PUBLICIDADE -