Início Especiais Feira do Livro Praça do Leitor é o novo espaço de convivência da 16ª Feira...

Praça do Leitor é o novo espaço de convivência da 16ª Feira Nacional do Livro

- continua após a publicidade -

A 16ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto, reconhecida como um dos maiores e mais importantes eventos culturais do País, oferece para a população um espaço inédito de leitura na Praça XV de Novembro: a Praça do Leitor, que poderá ser visitada das 9h às 19h.
Inspirado no tema desta edição da Feira Viva o escritor. Salve, salve o leitor! O fascinante mundo do romance, do conto, da crônica e da poesia, o espaço foi criado especialmente para acolher o leitor que visita a Feira e para acomodar pessoas que circulam pelo evento como um convite à leitura, que pode ser tanto livre e descompromissada, como também guiada por monitores que permanecerão no local.

“Com menos livreiros participando nesta edição, pudemos realizar uma vontade antiga que era ter um espaço para melhor receber os visitantes, com área de circulação mais livre e agradável”,

diz Adriana Silva, presidente da Fundação do Livro e Leitura.
O objetivo é que este espaço se torne permanente nas próximas edições da feira.
Neste ano, a feira terá 35 estantes e 20 livreiros e pela primeira vez, disponibiliza um espaço como este, criado para despertar ainda mais o interesse pela leitura, pela contação de histórias e até para a troca de livros – totalmente gratuitos.

A Praça do Leitor oferecerá uma ambientação própria para a prática da leitura, bem como uma estrutura básica para descanso, além de que fornecerá empréstimo de livros de forma aberta. Membros do Programa Municipal Agentes de Leitura e mediadores voluntários de leitura também estarão presentes no local durante todos os dias para prestar suporte aos visitantes.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Além disso, haverá a ação interativa “Um poema na ponta do lápis, um doce na mão” – uma forma lúdica de envolver as pessoas, estimular a participação popular e instigar o público a vivenciar a proposta do projeto Revolução Poética da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão.

“Nossa intenção é que os participantes da feira tenham a oportunidade de vivenciar e contribuir com a revolução necessária da poesia – um processo que é capaz de reconstruir o cotidiano e dar mais sentido à vida”,

expressa Adriana.
Segundo a presidente da Fundação do Livro e Leitura, o espaço pretende atrair todo o tipo de público: crianças, jovens e adultos.

“Queremos que a Feira cumpra neste ano seu papel principal de evento incentivador da leitura, formando assim novos leitores. Este espaço poderá também ser utilizado como o ponto de encontro para a troca de informações, conhecimento de novos autores, bem como para os visitantes soltarem a imaginação para escrever poemas e, inclusive, para se efetivar a troca e doação de obras através da nossa Campanha Permanente de Doação de Livros”,

explica.
Em maio, a Fundação do Livro e Leitura, em parceria com o Shopping Iguatemi Ribeirão Preto, lançou a Campanha de Doação de Livros, que também faz parte da programação da Feira do Livro. Os livros serão doados para o projeto “4 Cantos – Livros em todos os lugares” que distribuirá os livros em diversos pontos do bairro João Rossi e estará acessível para toda a população.

A 16ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto é uma realização do Ministério da Cultura, Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura e Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, com patrocínio Ouro do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e patrocínio Prata da Gás Brasiliano e Savegnago Supermercados.

A 16ª edição da Feira Nacional do Livro de Ribeirão, como em todos os anos, faz homenagem a um país. Desta vez é a Colômbia, considerado o país das bibliotecas. Quanto aos escritores celebrados, a premiada Lygia Fagundes Telles é a escritora do ano, atual membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia das ciências de Lisboa. Na categoria infantojuvenil, a autora homenageada é Maria Clara Machado, escritora e dramaturga de sucesso entre crianças e adolescentes.
O filósofo, escritor e educador Mario Sergio Cortella é o destaque na categoria autor educação e a premiada Rita Mourão, atual integrante da Academia Ribeirãopretana de Letras, é a homenageada na categoria autor local. Como patrono, a Feira indicou o empresário e Fundador do Grupo Rodonaves, João Naves.
A programação completa é gratuita e acessível a todos os públicos. Uma das características desta agenda cultural é incluir atividades para diversos locais da cidade, como escolas, instituições, bibliotecas, praças, ONGs, universidades, museus, shoppings e centros culturais na periferia. Ao todo, neste ano, serão cerca de 250 atividades

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Com febre, Bolsonaro faz exame de Covid-19 e toma hidroxicloroquina

Presidente revelou que tem tido febre de 38ºC e fez radiografia de pulmão. Agenda desta terça-feira foi cancelada

Governo amplia vetos na lei que torna obrigatório o uso de máscara

Esses dispositivos vetados pelo presidente Jair Bolsonaro, poderiam ferir a inviolabilidade do domicílio privado.

Comunicado do Sindicato dos Servidores sobre presidente da ACIRP

Estranhamente, o líder empresarial entende que sua classe está sendo atingida por medidas determinadas por Antônio ou por João, mas, por receio ou conveniência, decide combater José.

Secretário do Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo acredita em melhora na economia da região no segundo semestre

No Webinar Avança 016 realizado pela Amcham, Marco Vinholi falou sobre expectativas para a retomada na região

Estado de SP tem queda de mortes por coronavírus pela 2ª semana seguida

Taxa de letalidade também caiu para 5% e é a menor já registrada desde o início da pandemia; dados apontam tendência de achatamento de curva
- PUBLICIDADE -