Início Especiais Feira do Livro Fundação do Livro informa o andamento da 17ª Feira Nacional do Livro

Fundação do Livro informa o andamento da 17ª Feira Nacional do Livro

- continua após a publicidade -

Participaram da reunião o vice-prefeito e secretário de Assistência Social Carlos Cezar Barboza, a presidente da Fundação, Adriana Silva, os vice-presidentes, Edgar de Castro e Dulce Neves, a superintendente da Fundação, Viviane Mendonça, o secretário da Cultura, José Carlos Ferreira de Oliveira Filho, e a secretária da Educação, Suely Vilela.

No encontro, Adriana entregou ao prefeito o caderno com a programação oficial da Feira do Livro. Também apresentou como está o andamento da parceria da Fundação com as secretarias e autarquias do município. A Transerp irá cuidar do trânsito ao redor da Feira. Já a Guarda Municipal e a Polícia Militar, irão intensificar a segurança patrimonial e dos visitantes da feira. A secretaria da Educação irá ajudar no monitoramento dos alunos que irão visitar a feira.

O prefeito Nogueira, disse que a participação da prefeitura é fundamental para a realização do evento.

“Da nossa parte, vamos dar todo o apoio institucional e ajudar no que for possível. Não podemos deixar a cidade perder nada do que for de mais adequado e organizado para a população. Por isso, podem contar conosco. Vamos continuar trabalhando para melhorar a nossa cidade”, comentou Nogueira.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Já para Carlos Cezar, a Feira do Livro já faz parte do calendário cultural de Ribeirão Preto, por isso é fundamental essa parceria. “É muito importante que as secretarias se coloquem como parceiros da Feira do Livro, seja desenvolvendo atividades ou fazendo demonstrações dos seus trabalhos”, disse Carlos Cezar.

“A parceria [prefeitura e Fundação] é fundamental, por que estamos falando de Ribeirão Preto. Essas relações são necessárias para tornar mais sólida, mais forte e mais abrangente nossa parceria”, explicou Adriana Silva que apontou que “outro motivo é porque a fundação usa os espaços que são públicos, por isso, imediatamente a prefeitura é coparceira. Fazer esse entrosamento de maneira sólida, garante um bom resultado para a Feira do Livro a cada edição”.

Sobre a Fundação

A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade. Hoje, é considerada a segunda maior feira a céu aberto do país, realizada tradicionalmente no mês de junho.

Com uma trajetória sólida e projeção nacional e internacional, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura com calendário de atividade durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do Proac.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Assustadora e gravíssima carta do Arcebispo Vigano a Trump

'Este momento histórico vê as forças do mal alinhadas em uma batalha sem quartel contra as forças do bem.' Entenda e compartilhe com todos

Ala Bolsonarista do PSL declara apoio oficial a Chiarelli

Grupo político comandado por Rodrigo Junqueira, optou por unir a direita em apoio ao candidato do PATRIOTA

Fies: inscrição para não matriculado pode ser feita até terça-feira

Serão disponibilizadas 50 mil vagas remanescentes. Ao ter a inscrição concluída, o candidato terá dois dias úteis para validar as informações declaradas

Banco Mundial aprova empréstimo de US$ 1 bi para ampliar Bolsa Família

Medida integra projeto de manutenção do auxilio emergencial de afetados por pandemia, dinheiro deverá beneficiar pelo menos 1,2 milhão de novas famílias

Dória dobra o ICMS para diversos setores no Estado de São Paulo para 2021

Serão centenas de setores impactados com esse aumento do ICMS que chega a até 207% (veículos usados).