InícioEspeciaisFeira do LivroEles descobriram o livro no banco da Praça

Eles descobriram o livro no banco da Praça

- continua após a publicidade -

Um local na Feira do Livro de Ribeirão Preto para descansar, apenas ler, captar a poesia da Praça XV, observar o movimento dos leitores e até conhecer as atividades que acontecem no teatro e nos auditórios. A Praça do Leitor é este espaço. Criada na 16ª edição da Feira do Livro, o espaço tem acolhido um público que está se encantando com a possibilidade de praticar o hábito da leitura de forma gratuita.

É o caso dos amigos Wesley Vieira Silva, 20 anos; Vitor Oliveira, 18 anos, e Lucas Richard, 19 anos. Os três amigos vieram até a feira na terça-feira (14) à noite e logo que chegaram foram atraídos pela Praça do Leitor.

Ribeirão ainda é carente de cultura e quando tem algum programa é muito mais reservado, com difícil acesso, mas quando acontece a feira, é outra coisa. É muito interessante”, disse Wesley.

Para Vitor, a Praça do Leitor foi uma oportunidade de se fazer um exercício para a mente. “Para as pessoas que gostam de leitura e viajar nos livros é muito bom. Gostei muito de como foi feito neste ano”. O jovem afirmou que se encantou pela geladeira de livros criada para incentivar a leitura do público de várias idades.

Já Richard trocou o passeio pela feira que pretendia fazer por boas horas de leitura. “Encontramos vários livros aqui. Eu gostei muito, porque tivemos um acesso fácil para ler”.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Os três ainda fizeram um desabafo: ainda há poucas oportunidades para eles de acesso às bibliotecas locais e como também têm baixas condições para compra de livros, eles demonstraram muito entusiasmo pela Praça do Leitor.

Praça do Leitor – Com menor número de livreiros participantes e mais espaço na Praça XV de Novembro, a Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto apostou numa novidade: uma área de convivência planejada especialmente para o leitor da Feira do Livro: a Praça do Leitor. Um local destinado para a leitura, para uma pausa voltada ao descanso e até para se efetivar troca de livros – por meio de doações.

O espaço criado visa melhorar a circulação do público visitante e recepcionar as pessoas com uma opção extra de permanência no evento.

“Com menos livreiros participando nesta edição, pudemos realizar uma vontade antiga que era ter um espaço para melhor receber os visitantes, com área de circulação mais livre e agradável”, diz Adriana Silva, presidente da Fundação do Livro e Leitura.
O objetivo é que este espaço se torne permanente nas próximas edições da feira.

Neste ano, a feira conta com 35 estantes e 20 livreiros e pela primeira vez, disponibiliza um espaço como este, criado para despertar ainda mais o interesse pela leitura, pela contação de histórias e até para a troca de livros – totalmente gratuitos.

A 16ª edição da Feira Nacional do Livro de Ribeirão, como em todos os anos, faz homenagem a um país. Desta vez é a Colômbia, considerado o país das bibliotecas. Quanto aos escritores celebrados, a premiada Lygia Fagundes Telles é a escritora do ano, atual membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia das ciências de Lisboa.

-Na categoria infantojuvenil, a autora homenageada é Maria Clara Machado, escritora e dramaturga de sucesso entre crianças e adolescentes. O filósofo, escritor e educador Mario Sergio Cortella é o destaque na categoria autor educação e a premiada Rita Mourão, atual integrante da Academia Ribeirãopretana de Letras, é a homenageada na categoria autor local. Como patrono, a Feira indicou o empresário e Fundador do Grupo Rodonaves, João Naves.
A programação completa é gratuita e acessível a todos os públicos. Uma das características desta agenda cultural é incluir atividades para diversos locais da cidade, como escolas, instituições, bibliotecas, praças, Ongs, universidades, museu, shoppings e centros culturais na periferia. Ao todo, neste ano, serão cerca de 250 atividades.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Organização IYF e empresas parceiras adotam como missão o desenvolvimento social e econômico do país

A essência da responsabilidade social está em adotar atitudes benéficas e proativas para a sociedade e o meio ambiente.

Cerca de 40 mil pessoas não retornaram para receber a segunda dose da vacina contra Covid-19

Dados são Vigilância Epidemiológica, que conclama a população a procurar os postos de vacinação e manter o controle da doença

“Concertos Internacionais” apresenta homenagem a Astor Piazzolla

Concerto será transmitido no dia 23 de outubro, às 19h, como parte das comemorações de 91 anos do Theatro Pedro II

Nogueira quer que você receba agua do Rio Pardo nas torneiras

Hoje a agua do DAERP é do aquífero guarani, uma agua mineral será substituída por aguas do Rio Pardo. Você aprova esta mudança?

Atenção: Alerta para tentativa de golpe contra aposentados

Instituto de Previdência orienta beneficiários a não informar dados pessoais ou bancários
- PUBLICIDADE -