InícioEconomiaGrupo Mulheres do Brasil convida para o lançamento do núcleo em RP

Grupo Mulheres do Brasil convida para o lançamento do núcleo em RP

- continua após a publicidade -

Formado por mais de oito mil participantes de diversas cidades do Brasil, o Grupo Mulheres do Brasil dá seguimento ao seu plano de expansão e lança, no próximo dia 23, às 18h30, no Hotel Araucária Plaza, um novo núcleo de atuação, desta vez em Ribeirão Preto. O objetivo é envolver sociedade civil, governos, empresas e organizações em ações que estimulem a participação e o protagonismo feminino em áreas estratégicas para o país.

A abertura do evento será realizada pela empresária Luiza Helena Trajano, presidente do Grupo Mulheres do Brasil.

“As mulheres têm provado sua capacidade por meio de muito esforço e dedicação, mas ainda há barreiras a serem vencidas, como o preconceito e a violência”, afirma Luiza. “O Grupo Mulheres do Brasil contribui para a superação desses desafios por meio do estímulo à educação, ao empreendedorismo e à participação na tomada de decisões que envolvam a sociedade”, completa a executiva.

Em Ribeirão Preto, o Núcleo Grupo Mulheres do Brasil será liderado pela dentista Patrícia Zanon Justiniano Zanetta e pela empresária Mariana Ragazoni Carvalho Veiga e atuará em causas locais que estimulem a reflexão sobre a participação das mulheres em uma região predominantemente masculina em razão das indústrias, usinas e fazendas agrícolas da região.

“Mesmo com um aumento significativo da participação feminina nas empresas e nos altos cargos e conselhos administrativos, em Ribeirão Preto e região, as mulheres ainda sentem na pele o preconceito de gênero”, afirma Mariana.

“Vamos dar mais visibilidade à mulher, gerando oportunidades de engajamentos em causas sociais e discutindo novos caminhos para a construção de um Brasil melhor”, diz Patrícia, que enxergou no movimento, juntamente com sua parceira de liderança, Mariana, uma chance de trazer à cidade causas ligadas às áreas de saúde, cultura, meio ambiente, igualdade racial e empreendedorismo.

O evento é gratuito e voltado para todas as mulheres, sejam empreendedoras, executivas, líderes comunitárias ou donas de casa. As inscrições devem ser feitas antecipadamente, por meio do link: https://www.teleeventos.com.br/MDBRibeiraoPreto/CadastroInfo/

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Sobre o Grupo Mulheres do Brasil
O Grupo Mulheres do Brasil foi criado em outubro de 2013 por 40 mulheres executivas de diferentes setores. Sob a liderança da empresária Luiza Helena Trajano, presidente da organização, almeja ser o maior bloco de mobilização política apartidária do Brasil. Entre suas frentes de atuação estão educação, saúde, empreendedorismo feminino, combate à violência contra a mulher e igualdade racial.
Atualmente, o grupo contém mais de oito mil participantes no Brasil e no exterior, em países como Portugal e Holanda. Suas integrantes são mulheres de diferentes classes, origens e profissões, que lutam por um país mais justo e com igualdade de oportunidades para homens e mulheres.

Serviço
Lançamento do Núcleo Mulheres do Brasil em Ribeirão Preto
Data: 23/10 (segunda-feira)
Horário: 18h30
Local: Hotel Araucária Plaza – Rua João Penteado, 2.103 – Jardim América
Evento Gratuito

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Colégio Metodista suspende atividades em Ribeirão Preto

Instituição contava com 122 anos de atuação na cidade encerra atividades por conta da situação financeira da instituição de ensino. A economia vemos depois.

O fundo do posso sem fundo: Fiocruz indica atenção com dengue

Períodos chuvosos atrelados ao calor são favoráveis à proliferação do Aedes aegypti, que é também transmissor do vírus da zika e chikungunya.

Mãe do presidente Jair Bolsonaro morre aos 94 anos

De Uma família humilde do interior de São Paulo, dona Olinda, partiu mas pode ver os feitos do filho. Nossos sentimentos ao @jairmessias.bolsonaro

Coronavac é liberada e SP confirma dose para crianças em até 3 semanas

Eles garantem que o medicamento é seguro, e casos de mortes não são relacionados com a picada salvadora. Se ele garante nós acreditamos na ciência.

Criança de 10 anos infartou depois da picada mas o motivo não foi a vacina

Prefeitura diz que criança teve parada cardíaca após vacina, mas estado rapidamente concluiu que criança tinha doença rara no coração que os pais não sabiam. E nós acreditamos no trancarua
- PUBLICIDADE -