InícioDiversosPrevidência: a maioria começa tarde

Previdência: a maioria começa tarde

- continua após a publicidade -

O advogado e especialista em previdência social, Hilário Bocchi, explica que o brasileiro só começa a pensar em aposentadoria entre os 35 e 45 anos de idade. Segundo ele é muito tarde.

“Um estudo revelou que 70,5% das pessoas acham que são muito jovens para pensar em aposentadoria, e 31,3% começam a pensar nela porque estão perto de se aposentar. Entre esses dois grupos de pessoas, daquelas que se acham jovens demais e o daquelas que estão próximas da aposentadoria, está justamente o período em que o trabalhador poderia poupar para ter um bom benefício, mas deixam de fazê-lo”.

Ele destaca que durante este período as pessoas deveriam planejar suas contribuições e programar o valor dos benefícios que receberão do INSS, mas não é o que está acontecendo.

“A identificação do valor que o trabalhador receberá futuramente do INSS lhe permitirá obter dupla vantagem: Investir na previdência pública apenas o valor que retornará na forma de benefícios e investir o valor remanescente ou excedente em previdência complementar. As pessoas que já possuem um plano de previdência privada, esse ajuste lhes permitirá potencializar os aportes”, explica.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Agora, confira abaixo as dicas que Bocchi deu em entrevista exclusiva ao site Em Ribeirão:

 

Ônus e bônus

O contribuinte tem vários motivos para se preocupar quando contrata um plano de previdência privada ou contribui para a previdência pública, mas todos os bônus que colherá compensam os ônus do investimento.

Na previdência pública o contribuinte deve observar que existem benefícios de risco e programáveis.

A forma de cálculo de um é exatamente igual a do outro, mas a visão futura do valor do benefício programável pode prejudica-lo na eventual necessidade de receber um benefício de risco, isso porque antecipará o tempo necessário e previamente definido para planejamento do benefício programado.

 

Seguro e previdência complementar

O antídoto para isso é a contratação simultânea de um seguro de vida e incapacidade.

Quanto a previdência privada (complementar), o participante deve observar as taxas que terá necessariamente que pagar, ficar atento para o regime de tributação e escolher o plano mais adequado às suas características de investidor (conservador, moderado ou agressivo).

Todas essas escolhas devem partir da premissa do tempo que irá poupar antes de resgatar a reserva matemática, convertê-la em renda vitalícia ou com prazo determinado.

 

Proteção ideal

A proteção ideal é ter a previdência pública e a privada, necessariamente nesta ordem.

Alguns benefícios previstos na previdência pública não têm similares na previdência complementar, da mesma forma que a ampla proteção desta encontra limite naquela.

O planejamento de valor futuro de benefícios a cargo do INSS com foco na contratação de planos de previdência privada é o serviço que mais cresce nas empresas especializadas em planejamento previdenciário.

 

 

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Contações de histórias compõem a programação do final de semana do Museu Casa de Portinari

Conheça também a faceta poética de Candido Portinari no Pela Janela (25); on-line e gratuita

Terceira via discute impeachment de Bolsonaro como única forma de derrotar Lula

Com economia e empregos em recuperação, falta de escândalos no governo e popularidade nas ruas em alta, os concorrentes enxergam no impeachment a única forma de barrar Bolsonaro em 2022

Olimpíada de Tóquio: saiba quem são os brasileiros favoritos ao ouro

Judô? Vôlei? Natação? Atletismo? Futebol? De onde virão as medalhas de ouro para o Brasil?

Ribeirão Preto já vacinou mais de 50% da população com a primeira dose

Foram 360.962 pessoas imunizadas com a primeira dose, 112.238 com a segunda e 15. 948 com dose única

120 vagas para cursos gratuitos de qualificação com bolsa-auxílio em Ribeirão Preto

São 60 vagas para o curso de Porteiro e Controlador de Acesso e 60 vagas para o curso de Recepção e Atendimento, os dois com duração de 12 dias
- PUBLICIDADE -