InícioDiversosCenso da Educação: sobram vagas no ensino superior público e privado

Censo da Educação: sobram vagas no ensino superior público e privado

- continua após a publicidade -

O Censo da Educação Superior mostrou que há dificuldades em preencher todas as vagas ofertadas. Das novas vagas e vagas remanescentes oferecidas nas redes pública e privada em 2015, 5,6 milhões ficaram ociosas. Os dados foram divulgados hoje (6) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Em 2015, foram oferecidas mais de 8,5 milhões de vagas em cursos de graduação, sendo 72% vagas novas e 27,7%, vagas remanescentes. Das 6.142.149 novas vagas oferecidas em 2015, 42,1% foram preenchidas, enquanto apenas 13,5% das 2.362.789 vagas remanescentes foram ocupadas no mesmo período.

Isso significa que 3.556.304 das novas vagas e 2.043.812 das remanescentes não foram ocupadas, de acordo com os dados do Censo. Mesmo na rede federal, que teve maior índice de ocupação – mais de 90% das novas vagas e 27,4% das remanescentes – sobraram 116.692 vagas.

O maior índice de vagas não preenchidas está no ensino privado. Das novas vagas, 37,8% foram preenchidas e 12,8 das remanescentes, o que totaliza 5.377.580 vagas não preenchidas.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Plano Nacional de Educação

Por lei, pelo Plano Nacional de Educação (PNE) o país terá que elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% e a taxa líquida, ou seja, da população de 18 a 24 anos, para 33%. Deve assegurar a qualidade da oferta e expansão e ter pelo menos 40% das novas matrículas no segmento público. Até 2014, a taxa bruta era 34,2% e a líquida, 17,7%.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

No Dia do Publicitário, APP Ribeirão lança calendário de atividades de 2023

Com novas datas de atividades e eventos, a Associação dos Profissionais de Propaganda de Ribeirão Preto reúne diretoria no Chopp Time

Saúde prorroga inscrições de concurso público para bolsistas do Programa de Aprimoramento

Inscrições vão até 17 de fevereiro; bolsas são para as áreas de Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Nutrição, Psicologia e Terapia Ocupacional

Lula promete nova regulação para trabalhadores de aplicativos

Brasil tem 1,5 milhão de trabalhadores por aplicativos que podem deixar de trabalhar e ter uma renda, caso seja levado adiante

‘lambança’ é como Haddad chama aredução de ICMS

Durante a campanha lula e Haddad já avisavam que eram contra redução de impostos, bem como a bancada do PT foi contra durante a votação da lei criada por Bolsonaro

A brilhante ideia: Correios podem substituir Uber

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, disse que não está preocupado com a possibilidade de o Uber deixar o Brasil, se a regulamentação de aplicativos...
- PUBLICIDADE -