InícioBlogsDSOP Educação FinanceiraConfira 6 orientações para economizar no Carnaval

Confira 6 orientações para economizar no Carnaval

- continua após a publicidade -

Curtir o Carnaval gera gastos, como com bebidas, alimentação, hospedagem, passagem, fantasias e até mesmo com o consumo em bares e baladas. Para evitar o descontrole financeiro e o endividamento, é crucial traçar um planejamento de gastos, com base em sua situação financeira atual.
Enquanto uns querem viajar e descansar, outros preferem cair na folia e curtir as festas. Seja como for, é importante se programar com antecedência: fazer um diagnóstico financeiro, analisar as possibilidades e respeitar o orçamento. Do contrário, o endividamento pode se arrastar por meses.
Os gastos esporádicos e não planejados são reduzidos quando a pessoa ou família é educada financeiramente e planeja suas ações com antecedência. A maioria da população não teve a oportunidade de aprender a lidar com o dinheiro e, por isso, hoje sofre com a administração finanças, estando a mercê do descontrole.

1- Faça um orçamento
Para evitar que descontração e a euforia se transformem em preocupação nos meses seguintes, conheça a sua condição financeira, seus ganhos e suas despesas, e elabore um orçamento antecipado de gastos para o Carnaval. Durante o feriado, atenha-se ao planejado;

2- Economize na fantasia
Se for a um bloco de rua ou festa e precisar de uma fantasia, verifique se não é possível usar a mesma do ano passado. Caso não tenha, é válido emprestar de um amigo ou familiar ou fazer a sua, customizando alguma roupa. O aluguel, geralmente, custa caro;

3- Orce as viagens com antecedência
Se for viajar, faça as contas e veja quanto pode gastar sem comprometer o orçamento e só então pesquise os melhores os pacotes e condições de pagamento. Agora está em cima da hora, então, talvez, o melhor a fazer seja aproveitar conforme o orçamento mensal permitir, sem se endividar, e se programar para realizar aquele grande plano no próximo ano, já se planejando desde agora;

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

4- Em casa, evite o desperdício
Se for descansar em casa, fique atento ao desperdício de água, energia e gás. Ao elaborar refeições, opte por itens frescos, com boa qualidade e preços baixos, como os encontrados em feiras livres e em mercados atacadistas. Contudo, evite o desperdício de alimentos planejando as quantidades das refeições e busque reaproveitar as sobras em novas receitas;

5- Vá a eventos gratuitos
Saiba que é possível curtir o momento sem gastar mais do que pode. Em várias cidades há blocos de rua, eventos gratuitos e comunitários, convidativos para toda a família, além de programações especiais em parques. É válido optar pelo transporte público, evitando gastos com combustível e estacionamento, ou dividir táxi com amigos;

6- Fuja do consumismo exacerbado
Por mais que o período seja festivo, mantenha os pés no chão e respeite o seu padrão de vida, para que possa se divertir sem cair no descontrole financeiro. Evite o consumo exacerbado, inclusive de alimentos industrializados e bebidas alcoólicas. Afinal de contas, exagerar não faz bem nem pra saúde física, nem para a financeira.

 

 

Reinaldo Domingos é doutor em educação financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira e autor do best-seller Terapia Financeira, do lançamento Diário dos Sonhos e da primeira Coleção Didática de Educação Financeira do Brasil.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Menor NÃO: Ministro destaca eventos adversos em adolescentes vacinados

Segundo Queiroga, foram identificados 1,5 mil eventos adversos em adolescentes imunizados. “A OMS não recomenda a vacinação de adolescentes

Teatro Municipal lança edital de ocupação do 1° semestre de 2022

Inscrições começaram dia 15 de setembro e vão até 15 de outubro

Avenida Thomaz Alberto Whately tem nova interdição para obras

Bloqueio ocorre para obras do trecho 1 do corredor de ônibus Norte-Sul pelo programa Ribeirão Mobilidade

IMPORTANTE COMPARTILHE: Anvisa e Min. da Saúde NÃO Recomendam a vacinação para Menores de 18 Anos

Não se vê veículos de imprensa ou governantes falando sobre o assunto, muito pelo contrario continuam incentivando a vacina que não tem teste para menores de 18 anos

Vacinados já são 81,7% dos internados em SP

Do total de hospitalizados, 51,6% (325 doentes) já foram totalmente imunizados, com as duas doses, (34,6%) com Coronavac.
- PUBLICIDADE -