InícioBlogsDSOP Educação FinanceiraComo escapar das armadilhas do estresse gerado pela ânsia de produtividade

Como escapar das armadilhas do estresse gerado pela ânsia de produtividade

- continua após a publicidade -

Produzir mais é a palavra de ordem das empresas. Muitas levam tão a sério, que esquecem que estão lidando com material humano e não medem as consequências de suas exigências. Por outro lado, colaboradores amedrontados pelos tempos de crise, se cobram também para não correrem o risco de serem substituídos. Até onde essa equação pode nos levar?

Fonte: Tarsia Gonzalez

Participei recentemente de evento da Febraban – Federação Brasileira de Bancos, que entre outros tratou também deste assunto. Você sabia que a maior parte dos afastamentos – e que são muitos – de colaboradores nas instituições bancárias acontece por estresse? São as metas que roubaram o lugar do atendimento humanizado e que está fazendo mal para as pessoas.

A questão é que, na equação que citei acima, ninguém sai ganhando. As empresas podem até produzir mais, mas vão passar por crises internas causadas por um alto turnover e pela própria insatisfação de seus times – pessoas felizes produzem mais, acredite!

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Então, como escapar das armadilhas do estresse gerado pela ânsia de produtividade? Buscando algo simples, mas que nos custa muito empenho: o equilíbrio quando temos a Felicidade Interna Bruta! Colocar na balança metas, objetivos e, do outro lado, as necessidades das pessoas e as soluções.

Pesar sempre o que está sendo feito, o que se quer alcançar, mas principalmente, como as pessoas estão sendo tratadas nessa realidade, é imprescindível. De nada adianta uma empresa que muito produz, mas que não cresce por falta exatamente de engajamento, satisfação pessoal, times fortes. É hora de trabalhar o estresse nas companhias e substituí-lo por soluções práticas que tratem os problemas existentes sem causar novos.

 

Sobre Tarsia Gonzalez

Gestora, psicóloga, especialista em finanças, presidente do conselho de uma das maiores companhias do país, consultora e palestrante, Tarsia Gonzalez construiu uma carreira de sucesso observando as pessoas, angariando conhecimento e expertise para gerenciar com propriedade e criar times fortes e coesos. Seu esforço para equilibrar governança corporativa e profissionalização com a felicidade das pessoas que formam a empresa levou a Transpes, companhia fundada por seu pai, a receber por três anos consecutivos o prêmio da Revista Você S/A como Melhor Empresa para se Trabalhar do Brasil.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Menor NÃO: Ministro destaca eventos adversos em adolescentes vacinados

Segundo Queiroga, foram identificados 1,5 mil eventos adversos em adolescentes imunizados. “A OMS não recomenda a vacinação de adolescentes

Teatro Municipal lança edital de ocupação do 1° semestre de 2022

Inscrições começaram dia 15 de setembro e vão até 15 de outubro

Avenida Thomaz Alberto Whately tem nova interdição para obras

Bloqueio ocorre para obras do trecho 1 do corredor de ônibus Norte-Sul pelo programa Ribeirão Mobilidade

IMPORTANTE COMPARTILHE: Anvisa e Min. da Saúde NÃO Recomendam a vacinação para Menores de 18 Anos

Não se vê veículos de imprensa ou governantes falando sobre o assunto, muito pelo contrario continuam incentivando a vacina que não tem teste para menores de 18 anos

Vacinados já são 81,7% dos internados em SP

Do total de hospitalizados, 51,6% (325 doentes) já foram totalmente imunizados, com as duas doses, (34,6%) com Coronavac.
- PUBLICIDADE -