Home » Turismo » 13 dicas para viajar só com uma bagagem de mão com até 10 quilos

13 dicas para viajar só com uma bagagem de mão com até 10 quilos

Tem alguma dica para preparar uma mala de mão com 10 kg e não passar aperto nos voos? Conta pra gente!

Muitos viajantes levaram um susto com as novas regras de franquia de bagagem anunciadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). A proposta, que já vinha sendo discutida há alguns meses, está prevista para entrar em vigor a partir de 14/03/2017. Mas a polêmica está grande e existe a possibilidade de a cobrança da franquia de bagagem ser barrada pelo Ministério Público Federal ou pelo Congresso – o Senado aprovou um de decreto legislativo que segue agora para a Câmara. Enquanto não decidem de uma vez por todas a vida do viajante, não custa nada estar prevenido e se preparar para começar a viajar apenas com uma bagagem de mão, que vai passar a ter limite de até 10 kg.

Como viajar apenas com a bagagem de mão

Ainda que a franquia da bagagem seja mantida, há vantagens interessantes em viajar apenas com a bagagem de mão: você pode fazer o check-in online, pelo seu celular ou computador, e seguir direto para o embarque, sem enfrentar as filas para despachar as malas. Quando chegar ao destino, nada de esperar a mala na esteira: siga direto para o portão de saída. Isso sem falar nos riscos de despachar a bagagem, como malas furtadas e extraviadas.

Mas para isso o primeiro passo é fazer uma mala eficiente com apenas 10 kg! Para ajudar nessa missão – que pode ser quase impossível a depender do passageiro, dos dias de viagem e do destino – preparamos um post com dicas valiosas para quem deseja viajar apenas com a bagagem de mão. É hora de deixar de lado tudo o que é supérfluo para conseguir embarcar sem pagar nenhum real a mais por uma mala despachada, já que no exterior é comum que as companhias cobrem pelo serviço!

1 – Você não precisa do pote inteiro de todos os seus produtos de higiene pessoal durante a viagem. Acredite! Você não vai usar todo shampoo, condicionador, creme de barbear, leave-in, cremes para a pele ou vários outros produtos de higiene e beleza inteiros enquanto estiver viajando. Eles ocupam muito espaço, aumentam o peso da sua mala e não precisam ir com você na embalagem original. Para reduzir o espaço e o peso, prefira usar potes menores com tamanhos adequados aos dias fora de casa. Você poderá adquirir vários potes de diferentes tamanhos, formas e funções em lojas especializadas ou mesmo nos maravilhosos sites chineses que vendem de tudo. Vale também comprar produtos com tamanhos menores, especialmente para levar na mala (isso inclui até pasta de dentes). Sem esquecer que muitos hotéis oferecem produtos de higiene e que os potinhos são ótimos para serem reutilizados em viagens futuras.

Vale lembrar que há limites e especificações para líquidos nas bagagens de mão. É importante seguir as regras para não ter que despachar a bagagem na última hora ou jogar fora o seu produto predileto. Lembre-se de identificar todos os potes com etiquetas e colocá-los dentro de sacos vedados para não ter problemas, especialmente em voos internacionais.

2 – Reduza o tamanho dos seus utensílios e acessórios do dia a dia. Para quem deseja reduzir o volume e peso da bagagem de mão é fundamental reduzir também o tamanho dos objetos. Esqueça aquele secador de cabelo profissional, o aparelho de barbear enorme e super eficiente, a escova de cabelo do tamanho de um braço e até mesmo a sua escova de dentes de uso diário. Vale reduzir o tamanho de tudo! Do espelho para maquiagem ao laptop, passando pela toalha de banho (caso seja necessário levar). Quanto menor, melhor! Mesmo que não sejam tão eficientes, eles ajudarão na hora de manter os 10 kg da bagagem de mão. Ah! Jóias e bijouterias também devem ser levadas em número e tamanho reduzidos, especialmente as que pesam demais.

3 – Leve apenas a quantidade de roupa necessária. Parece um conselho bobo, mas sabemos que muita gente (muuuuuuuuita gente mesmo) leva bem mais que o necessário nas viagens. É hora de botar a mão na consciência e perceber que uma mala despachada poderá pesar bastante no bolso. Sendo assim, nada de levar roupas para trinta dias de viagem se você vai passar apenas um final de semana fora de casa. Calcule quantas roupas serão necessárias e deixe apenas uma pequena sobra para emergência. Lembre-se que lavanderias estão à disposição em quase todos os lugares. Para economizar vale até aproveitar o banho para lavar algumas peças de roupa que poderão ser utilizadas novamente.

4 – Deixe em casa aquela roupa linda que você não usa nunca. Sabe aquele vestido maravilhoso que você procura uma oportunidade pra usar e nunca acha? Ou aquela blusa social que dá até dó de tirar do armário de tão sensacional e por isso você nunca veste? Pois é! Se você não usa essa roupa na vida real, melhor também evitar que ela entre na sua mala. Estamos falando de uma mala de 10 kg que deve conter apenas objetos, produtos e roupas necessários e úteis. Se você não usa a roupa no dia a dia, a chance dela ficar no fundo da mala e voltar amassada pra casa é grande. Troque por uma roupa que você adore e use sempre.

5 – Pense em todas as combinações possíveis e deixe de lado qualquer peça que não combine com nada. A regra é das mais importantes! Não leve para a viagem peças de roupas que não combinem entre si e que valem para apenas uma ocasião. Prefira visuais básicos e que possam ser combinados e usados em diversos passeios. Assim você poderá repetir roupas sem que ninguém perceba (eu não ligo muito pra isso, mas tem gente que liga). Quanto mais básicas, melhor e mais fácil. Além disso, é sempre bom poupar tempo na hora de escolher o que vestir durante a viagem. Roupas que valem para diferentes ocasiões também são muito importantes, como um vestidinho preto que pode ser usado com tênis ou sandália mais arrumadinha; ou uma calça mais aleitada que pode ir bem com camiseta ou blazer. Vale investir em acessórios pequenos, que não ocupam muito espaço, mas que mudam o visual. Que tal algumas echarpes e lenços?

6 – Prefira tecidos leves, que não amassam e não fazem volume. Se você é um viajante frequente já deve ter percebido como roupas com tecidos mais finos, que não amassam e não fazem volume são importantes para uma mala de mão pequena. Escolher roupas que sejam adequadas para viajar leve é tão importante quanto não escolher roupa demais. De nada adianta economizar no número de peças se você escolhe apenas uma que ocupa o lugar de 57 outras roupas. No caso de casacos, que quase sempre são volumosos, opte por levar na mão ou ir vestido com ele. Assim você já economizará alguns centímetros quadrados de área útil na bagagem.

7 – Leve apenas sapatos que sejam curingas e que já foram testados no dia a dia. Comprou um sapato novo e está louco pra levar na viagem? Melhor não! Se ele não tiver sido amaciado e testado, o sapato novo deve ficar em casa. Leve para a viagem apenas sapatos, sandálias e até chinelos que você tem certeza absoluta que poderão ser usados à exaustão sem machucar o pé. Assim você não corre o risco de levar um peso morto. Quanto à quantidade de sapatos, varia muito do tipo de viagem. Porém, no geral, um chinelo, um tênis e um sapato ou sandália mais arrumadinho resolvem tudo. Escolha modelos que combinem com todas as roupas, ou, no mínimo, com a maioria delas. Viaje com o calçado que ocupa mais volume e leve os outros dois na mala.

8 – Nada de levar um monte de bolsas, mochilas e sacolas para a viagem! Elas ocupam um espaço precioso e que agora custa dinheiro! Antes de arrumar a mala, pense exatamente qual tipo de bolsa será necessário. Se você não abre mão de uma mochila, ela poderá ser a sua bolsa pessoal no voo e não ocupar espaço na bagagem de mão. Caso opte por levar uma bolsa pequena, prefira as que são maleáveis e que podem ser amassadas para caber na bagagem de mão. Nada de levar bolsas enormes e rígidas que não cabem em lugar nenhum. Salvo se ela for a sua bolsa de mão no voo. Nesse caso tudo bem! Mas, ainda assim, as maleáveis são bem mais práticas e fáceis de levar.

9 – Segure a onda e avise aos parentes que não vai ter presente e nem encomenda. Se você já não gostava muito de trazer comprinhas para os outros quando viajava, essa mudança vai render uma boa desculpa, afinal, você vai embarcar com uma mala de apenas 10 kg! Já deixe avisado que não será possível trazer nada além do necessário. Se o presente for emergencial, melhor comprar no freeshop ou nas lojinhas do aeroporto depois de embarcar. Mas se você faz a linha que adora comprar presentes pra todo mundo, trazer camarão do nordeste e compotas de doces de Minas, melhor repensar a sua mala.

10 – Leve sacolas a vácuo para manter o volume dentro do permitido. Muitas vezes o problemas não está no peso, mas sim no volume. Para ajudar a resolver esse caso, o ideal é ter sempre à disposição uma bolsa à vácuo dentro da mala. Ela ajuda a reduzir o volume das roupas e magicamente faz caber algumas peças a mais dentro da bagagem de mão. Muito útil naquele momento de desespero quando a mala não fecha.

11 – Deixe objetos mais pesados para a bolsa pessoal. Se você está viajando com câmera fotográfica, notebook, livros e outros objetos mais pesados, prefira colocar todos eles na sua bolsa pessoal. Todo passageiro pode embarcar com uma mala de mão e mais uma bolsa pessoal (que pode ser uma bolsa de ombro, um mochila ou uma sacola pequena). Dificilmente essa bolsa será pesada na hora do check-in, por isso, deixa para guardar dentro dela objetos mais sensíveis e também mais pesados. Casacos podem ir na mão, assim não ocupam lugar nem na bolsa e nem na bagagem de mão.

12 –Prefira uma mala leve e fique atento ao tamanho permitido. Mais do que nunca é importante escolher uma boa mala para levar como bagagem de mão. Evite malas que sejam feitas de material pesado e que “roubem” o pouco peso que você tem para despachar. Ao comprar uma mala, veja atentamente qual o peso dela vazia. Assim você terá certeza de não perder demais nos quilos que poderá levar dentro dela. Malas feitas em fibra de carbono, por exemplo, são bem mais leves e resistentes.

Fique atento também ao tamanho da mala, para ter certeza que ela está dentro das especificações de bagagem de mão. Caso ultrapasse os limites da companhia aérea, você poderá ser obrigado a despachar, tendo assim um custo – e chateação – desnecessário logo no começo da viagem.

13 – Leve uma balança de viagem. Se ela já era importante antes, agora a balança de viagem é fundamental para não passar aperto e tomar um prejuízo. Antes de sair de casa, pese a sua bagagem de mão para ter certeza de que ela está dentro dos padrões da companhia aérea. Evite que os atendentes queiram que você despache o volume e tenha um gasto extra que não estava previsto no orçamento.

Tem alguma dica para preparar uma mala de mão com 10 kg e não passar aperto nos voos? Conta pra gente! O importante é economizar e viajar sempre mais gastando menos! E se quiser mais dicas sobre o que levar na bagagem, veja o post especial sobre acessórios de viagem que não podem faltar na sua mala. Mas se for uma mala de 10 kg, lembre-se das dicas daqui! Boa viagem!

 

 

Com informações de melhoresdestinos

Comente

Deixe uma resposta