Home » Região » Taquaritinga » Campanha nacional de vacinação contra gripe tem novas datas em Taquaritinga

Campanha nacional de vacinação contra gripe tem novas datas em Taquaritinga

Contará com oito Unidades Básicas de Saúde (USB) e uma Unidade Móvel

A cidade Taquaritinga, por meio do Serviço de Vigilância Epidemiológica, da secretaria municipal da Saúde, contará com oito Unidades Básicas de Saúde (USB) e uma Unidade Móvel para vacinar a população contra o vírus influenza.

As campanhas de vacinação são realizadas, no País, desde 1999.

Neste ano, a campanha será entre os dias 23 de abril e 1.º de junho e o Dia “D” será no dia 12 de maio, sábado. Os horários de funcionamento, no dia 12 de maio, serão das 08h às 17h, nas UBSs Akio Nakachima (Jd. São Sebastião); Ederaldo Pereira Marques (Vale do Sol); Nelson Sargi (Paraiso); Antonio Abbud (Jd. Buscardi); Brás Curti (Santa Cruz); Amadeu Chiarotti (Guariroba); Anur Felipe Gabriel (Jurupema); Izola Balan Negri (Vila Negri); e Unidade Móvel, na Praça Dr. Waldemar D’Ambrosio.

É preciso levar a caderneta de vacinação.

“A intenção é vacinar todos os grupos prioritários, como determina o ministério da Saúde”, informou a secretária da Saúde, Ângela Milhossi Martins.

O ministério da Saúde apresenta, como prioritários: Crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes; puérperas (mulher que acabou de dar à luz); trabalhadores da Saúde; professores; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, sob medidas socioeducativas (internos na Fundação Casa); pessoas com 60 anos ou mais de idade; povos indígenas; pessoas portadoras de doenças crônicas, não transmissíveis, e com outras condições clínicas especiais, independentemente da idade (conforme indicação do Ministério da Saúde).

A vacinação que ocorre anualmente, em forma de Campanha constitui um dos meios de prevenir a gripe e as suas complicações, além de apresentar um impacto indireto na diminuição das internações hospitalares, da mortalidade evitável e dos gastos com medicamentos para tratamento de infecções secundárias.

Contra-indicações

A vacina influenza não deve ser administrada em pessoas com história de alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados, assim como a qualquer componente da vacina, e pessoas que tiveram reações alérgicas graves a doses anteriores da vacina.

 Precauções

Deve-se agir com cautela as pessoas que apresentam doenças agudas febris, moderadas ou graves. Nesse caso, é recomendável adiar a vacinação até a normalização do quadro. Para pessoas com história pregressa da Síndrome de Guillain Barré (SGB), é recomendável uma avaliação médica criteriosa, sendo o médico que observará o risco-benefício da vacina.

Comente

Deixe uma resposta