Home » Lazer e Cultura » SESC e SARP realizam exposição paralela de artista premiado

SESC e SARP realizam exposição paralela de artista premiado

Artista Ana Elisa Egreja já foi premiada pelo SARP em 2007 e volta a participar com a Exposição Interiores

O 42º Salão de Arte de Ribeirão Preto Nacional-Contemporâneo (SARP) começou na última sexta-feira, dia 4 de agosto, no Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi (MARP), e já é um sucesso de público. Em sua abertura, várias pessoas passaram pela exposição que conta com diversas obras de artistas brasileiros.

E nesta sexta-feira, dia 11 de agosto, a partir das 20h30, começa a Exposição Interiores, no SESC de Ribeirão Preto, da artista Ana Elisa Egreja, que já foi premiada em 2007 no 32º SARP, com aquisição de duas obras para o acervo do MARP.

A Exposição Interiores traz um recorte da produção da artista com retratos de lugares banais, que remetem o espectador a um outro tempo de apreciação das obras, motivado principalmente pelo realismo das cenas representadas através da pintura.

As obras revelam uma instigante sensação, com cenas da rotina marcadas por uma “normalidade”, mas com a impressão de que algo está prestes a acontecer.

A artista lida com o excesso, presente nos ambientes extremamente organizados e herméticos, nas cenas veladas por vidros texturizados, ou ainda pela rica representação das estampas, dos revestimentos e dos vitrais, trabalhando com maestria a luz e a cor em suas composições.

Para o diretor do MARP, Nilton Campos, a parceria com o SESC é fundamental para ampliar a programação do SARP, atingindo também uma maior participação da população. “O SESC é um parceiro que nos ajuda a trazer, em cada edição, uma mostra paralela ao Salão, sempre com um artista convidado que já foi premiado em anos anteriores no SARP”, explica Nilton.

“A grande procura dos artistas para participar do SARP mostra a repercussão nacional que o salão tem. Essa troca traz para os ribeirão-pretanos o que há de mais moderno na produção artística, além de fomentar a produção cultural da nossa cidade”, explica a secretária da Cultura, Isabella Pessotti, sobre a importância do SARP.

Considerado um dos mais tradicionais e importantes salões de artes do Brasil, o SARP é uma exposição que fomenta a promoção da produção artística contemporânea, além de desempenhar um importante papel na formação cultural da população, com a possibilidade de acesso às exposições.

Bate-Papo

Na manhã de sábado, dia 12 de agosto, às 10h, o SESC irá realizar o tradicional bate-papo com a presença da artista Ana Elisa Egreja e do Nilton Campos.

“Essa oportunidade de trazer artistas de fora para expor em Ribeirão Preto, faz a população ter mais contato com a produção atual de arte, e o bate-papo permite que a população tenha um contato mais próximo com os artistas”, explica Nilton.

Artistas Selecionados

A importância do SARP está representada nas 358 inscrições recebidas de artistas de vários lugares do Brasil. Foram selecionados 31 artistas que participam do 42º SARP, dentre eles estão o Gabriel Botta, Renato Pera e Rodrigo Linhares, que irão receber um prêmio aquisitivo no valor de R$ 8,5 mil cada e suas obras ficarão para o acervo MARP. Os artistas premiados estão automaticamente agendados para realizar uma exposição no museu, durante o primeiro semestre de 2018.

Os outros artistas selecionados são o Adolfo Emanuel, Antonio Pulquerio, Brisa Noronha, Caio Marcolini, Célia Aloi, Edgar Racy, Felipe Ferraro, Francisco Horta Maranhão, Guilherme Tavares, Hermano Luz, Ivan Padovani, Junior Suci, Kátia Fiera, Lara Chang Valente, Leandra Espírito Santo, Liliana Alves, Luca Parise, Lula Ricardi, Margarida Holler, Mariano Barone, Norma Mobilon, Osvaldo Carvalho, Samuel Oliveira, Sandra Mazzini, Sérgio Pinzón, Simone Fontana Reis, Talles Lopes, Ulysses Boscolo.

MARP

O prédio onde está instalado o MARP foi construído no início do século passado para ser a primeira sede da Sociedade Recreativa de Ribeirão Preto. O Baile inaugural da Sociedade Recreativa aconteceu em 31/12/1908.

Em 1956, a antiga sede da Sociedade Recreativa, após reforma efetuada pela Prefeitura, passa a ser ocupada pela Câmara Municipal de Ribeirão Preto, que funcionava desde 1917 no Palácio Rio Branco, juntamente com a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto.

Após uma grande reforma, foi inaugurado em 22 de dezembro de 1992, o MARP. Com o objetivo de reunir todo o acervo de artes plásticas da Prefeitura, obras do SARP (Salão de Arte de Ribeirão Preto) e do SABBART (Salão Brasileiro de Belas Artes), adquiridas pelo poder público, bem como obras doadas, como o conjunto de obras dos artistas Leonello Berti e Nair Opromolla, e também promover a recuperação do acervo.

Em 2000, o MARP recebeu o nome de Pedro Manuel-Gismondi, um italiano que adotou Ribeirão Preto como morada e se dedicou a estudar, entender, lecionar e divulgar a história da arte brasileira.

Serviço

42° SARP – Salão de Arte de Ribeirão Preto Nacional-Contemporâneo

Local e Endereço:

Marp – Rua Barão do Amazonas, nº 323

SESC – Rua Tibiriçá, nº 50

Período da mostra: 4 de agosto a 15 de setembro

Visitação:

Marp – De terça a sexta-feira, das 9h às 18h, sábados e feriados (exceto segundas-feiras e domingos), das 12h às 18h

SESC – De terça a sexta-feira, das 13h30 às 21h30, sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h

Informações: (16) 3635-2421

Comente

Deixe uma resposta