Home » Lazer e Cultura » RP é a primeira cidade do Estado a receber o Encontro Paulista de Museus itinerante (EPMi)

RP é a primeira cidade do Estado a receber o Encontro Paulista de Museus itinerante (EPMi)

Ação, que até o ano passado acontecei somente na capital, percorrerá seis macrorregiões do Estado em 2019

O Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, em parceria com a ACAM Portinari Organização Social de Cultura, apresenta uma importante novidade logo no início de 2019. Trata-se do Encontro Paulista de Museus itinerante (EPMi), ação que percorrerá, ao longo do ano, seis macrorregiões paulistas para debater assuntos relacionados a infraestrutura, segurança, gestão e governança de museus.

A ideia de se criar a versão itinerante do EPM surgiu após a análise dos dados sobre as inscrições realizadas nos Encontros Paulistas de Museus (EPMs) no período de 2011 a 2017 – o evento completou dez anos em 2018, sempre realizado na Capital. A equipe organizadora observou que, do total de inscritos, 65% provinha da Região Metropolitana de São Paulo. Assim, o EPMi foi concebido para atingir um público de profissionais de museus mais amplo geograficamente.

Para ser possível cobrir todo o território paulista, foram criadas seis macrorregiões – Nordeste, Noroeste, Campinas, Vale do Paraíba e Litoral, Sudoeste e Oeste. Bimestralmente, cada uma delas receberá um EPMi. Para 2019, o evento recebe apoio do SESC SP, cujas unidades no interior serão sedes dos encontros.

EPMi Nordeste

O primeiro EPMi será o Nordeste e já tem data marcada. O evento ocorre dias 27 e 28 de fevereiro, no SESC Ribeirão Preto. Todo primeiro dia do encontro será dedicado a conferências, palestras e mesas de discussão, com oficinas reservadas para o segundo dia de programação.

Campinas (EPMi Campinas), Birigui (EPMi Noroeste), Bauru (EPMi Oeste), Sorocaba (EPMi Sudoeste) e São José dos Campos (EPMi Vale do Paraíba e Litoral) são as outras cidades a receberem o encontro em 2019, ainda sem datas confirmadas.

Assim como já vinha sendo feito nas duas edições anteriores do EPM, temas que servem como base dos parâmetros do Cadastro Estadual de Museus (CEM-SP) também nortearão as atividades no EPMi. Serão debatidos neste primeiro EPMi questões relacionadas a ‘infraestrutura e segurança’ e ‘gestão e governança’.

Outro diferencial do EPMi é o maior envolvimento e autonomia concedidos aos representantes regionais do SISEM-SP. A definição de palestrantes, por exemplo, passará pelas indicações das representações regionais, que também ficarão encarregadas de entrar em contato com profissionais da área de cultura, patrimônio cultural e museus, convidando-os a participar do evento.

O EPMi será realizado em anos ímpares; nos anos pares, acontece o EPM, sempre na Capital, ampliando o ciclo de discussões ao redor de um tema.

Comente

Deixe uma resposta