Home » Esportes » Olimpíadas » Contagem regressiva para a passagem da tocha olímpica por Ribeirão

Contagem regressiva para a passagem da tocha olímpica por Ribeirão

Foi dada a largada para o início dos jogos olímpicos Rio 2016. A tocha olímpica vai percorrer as ruas de Ribeirão Preto.

Foto: Rio2016/Andre Luiz Mello

Como manda a tradição, hoje, dia 21 de abril, a exatos 106 dias dias do início das Olimpíadas Rio 2016, foi acesa na Grécia a tocha olímpica que viajará pelo Brasil durante os próximos meses.  Sob forte emoção, principalmente de Giovane, atleta bi-campeão olímpico pelo vôlei brasileiro, a cerimônia aconteceu no templo de Hera, em Olímpia e chegará ao seu destino final no dia 5 de agosto, quando acenderá a Pira Olímpica no estádio do Maracanã, no Rio.

De Olímpia, na Grécia, a tocha tem um longo caminho pela frente, serão mais de 2 mil km até chegar em Atena, capital grega. De lá a chama passará pela Suíça antes de desembarcar no Brasil no próximo dia 5 de maio, em Brasília. Ao todo, 12 mil pessoas em mais de 327 cidades brasileiras vão conduzir a chama que simboliza a paz, a união e a amizade. Muito do que nós brasileiros estamos precisando nos últimos tempos.

Tocha Olímpica em Ribeirão Preto

A tocha olímpica vai percorrer as 05 regiões brasileiras. A primeira cidade do Estado de São Paulo a receber a chama será Presidente Prudente, no dia 27 de junho. Ribeirão Preto será o berço da tocha por um dia, 18 de julho vai entrar para a história dos ribeirão-pretanos que poderão ver pelas ruas da cidade este símbolo histórico bem de perto. Neste dia, a chama passará em carro aberto por Jaú, Araraquara e São Carlos, desembarcando em Ribeirão Preto como cidade final do revezamento para o dia.  O revezamento da Tocha Olímpica em Ribeirão Preto contará com 6 condutores em um percurso de 22 km. O percurso começará no Ipiranga, em frente a fábrica da Coca-Cola e terá como destino o parque Luiz Carlos Raia, onde uma pira simbólica será acesa.

De Ribeirão Preto, a tocha olímpica parte de carro passando pelas cidades da região, Sertãozinho, Jaboticabal, Bebedouro, Barretos e Franca, também poderão ver a chama passando de perto.

Os condutores indicados para levar a tocha por Ribeirão Preto ainda não foram divulgados. Você pode conferir todas as cidades por onde a chama olímpica vai passar clicando aqui.

A tradição por trás da tocha

O Revezamento da Tocha Olímpica da Modernidade aconteceu pela primeira vez em Berlim 1936 e completando 80 anos nesta edição dos Jogos. Na edição Londres 1948, era feita uma disputa em forma de corrida em Atenas; o primeiro a chegar recebia a honra de acender o fogo.

A cerimônia de acendimento promove uma conexão entre os Jogos da Antiguidade, nascidos em Olímpia 776 a.C., e os Jogos da Modernidade. Na Grécia Antiga, a chama percorria as cidades gregas anunciando uma trégua nas guerras para reunião de todos nas competições de Olímpia. Na Era Moderna, a chama Olímpica representa o espírito de paz, união e amizade.

Os gregos da Antiguidade consideravam o fogo um elemento divino. A chama que ficava exposta na entrada dos principais templos, como o de Olímpia, que era a sede dos Jogos Olímpicos daquela época, era acesa através de raios de sol com o uso da “skaphia”, um espelho côncavo. O objetivo desse ritual era assegurar a pureza do fogo que queimaria permanentemente nos altares dos deuses Zeus, Héstia e Hera.

O Revezamento da Tocha Olímpica é um retrato das cerimônias que um dia fizeram parte dos Jogos da Antiguidade de Olímpia. A cidade, aliás, e a maneira rústica como a chama é acesa reforçam a conexão entre os Jogos da Antiguidade e os da Modernidade.

Comente

Deixe uma resposta