Home » Esportes » “Escola de Ciclismo Pedalando Para o Futuro” inicia a Fase IV

“Escola de Ciclismo Pedalando Para o Futuro” inicia a Fase IV

Mais de 1,9 mil crianças de Ribeirão Preto e Sertãozinho terão lições de pedal, trânsito e cidadania até junho de 2018

A “Escola de Ciclismo Pedalando Para o Futuro” está de volta às atividades. Desta vez, em sua quarta fase – cuja previsão é atender um total de 1.920 crianças entre 5 e 12 anos de idade, será itinerante por inúmeras escolas, entidades e núcleos da assistência social e Ribeirão Preto e Sertãozinho até o dia 1º de junho de 2018.

A nova temporada do programa terá a participação média de 45 alunos por semana – o tempo de duração das turmas. A primeira escola a receber as aulas, sempre das 14h às 16h30, será a CEMEI Prof. Eduardo Romualdo Souza, na Vila Virgínia, local do lançamento oficial na sexta-feira (9), às 14h30.

Além de aulas de bicicleta, o projeto oferece lições que abrangem educação no trânsito e cidadania: leis de trânsito, placas, faixas de pedestre, semáforos, toda sinalização (manual) usada por ciclistas e, ainda, conceitos como o respeito a idosos, crianças e outros veículos, por exemplo.

Ao final da semana, as crianças participantes são habilitadas: ganham um diploma em formato de CNH (Carteira Nacional de Habilitação), com nome completo e foto, garantindo um estímulo a mais para colocar em prática as lições aprendidas.

“Uma grande satisfação iniciarmos a quarta fase do projeto. Nas três anteriores, desde que começamos, já atendemos e habilitamos mais de seis mil crianças e adolescentes. E é um orgulho, até mesmo como ex-ciclista, saber que a gente está contribuindo, com a inserção da bicicleta na vida desses jovens, na transmissão da forma correta de se portar no transito com a bicicleta”, celebra Danilo Terra, idealizador da “Escola de Ciclismo Pedalando Para o Futuro”.

Ao todo, o projeto já atendeu 6.220 crianças desde a fundação. “Na maioria das vezes, a bicicleta é o primeiro veículo que temos. E, por força de leis, não requer uma habilitação. Portanto, o projeto vem com o escopo de inserir as noções de educação de transito de forma lúdica. Pois, para as crianças, além de um veículo, a bicicleta também é um brinquedo, um objeto de desejo. Então, de forma despercebida, eles conseguem aprender”, adiciona Danilo.

“É muito mais fácil educar crianças do que os adultos. E, ainda assim, através delas, também conseguimos educar os adultos, pois eles são multiplicadores: levam os conhecimentos que a gente passa para pais, irmãos, primos, amigos. Com isso, esses jovens, no futuro, sendo motoristas de veículo automotivo ou ciclistas, vão ter a dimensão exata dos direitos e deveres de cada um. E o intuito final é esse: trazer mais harmonia ao trânsito, menos acidentes, mais respeito aos ciclistas, aos pedestres”, conclui.

A “Escola de Ciclismo Pedalando para o Futuro – Fase IV” terá o patrocínio das empresas TS Tech, Savegnago, Grupo Imediato e Santa Helena. Copatrocínio de São Francisco, Morlan, Suporte Rei, Brinquedos Bandeirantes, Diafrag Wabtec e Polar. Os apoiadores são Balões Pic Pic, Itaobi Transportes, Passalacqua, Supermercado Marino, Cenourão, Fundição Moreno, Transmogiana, Engevap, Supermercados Mialich, Transmiro, Supermercado União, Diretoria Regional de Ensino, Secretarias municipais de Educação, Assistência Social e Esportes de Ribeirão Preto, Secretarias municipais de Educação, Cultura e Turismo de Sertãozinho. Realização: Associação Terra de Ciclismo, Lei Paulista de Incentivo ao Esporte e Governo do Estado de São Paulo.

Comente

Deixe uma resposta