Home » Cidades » Saude » Idosos que estão na enfermaria do Lar Padre Euclides serão transferidos

Idosos que estão na enfermaria do Lar Padre Euclides serão transferidos

Há 3 anos, Prefeitura e MP cobram adequações estimadas em R$ 1,6 milhão.

Em nota a prefeitura informa que:

“A Vigilância Sanitária não interditou o Lar Padre Euclides e nem suspendeu nenhuma atividade realizada na entidade.
Atendendo a uma determinação do Ministério Público, a Coordenadoria do Idoso está transferindo para outras instituições os idosos que estão na enfermaria do Lar Padre Euclides.

Há três anos, a Vigilância Sanitária constatou graves irregularidades no local, que representavam risco à saúde dos idosos. Desde então, a Vigilância e o Ministério Público aguardavam pela devida regularização, o que até o momento não foi feito.

Em reunião, o Ministério Público ofereceu recursos financeiros para a reforma da enfermaria no dia 1º de junho. A entidade, no entanto, recusou a proposta.

Todos os fatos estão documentados em ata.
O papel da Vigilância Sanitária é zelar pelo cumprimento da legislação sanitária e, consequentemente, pelo bem estar da população.

Esclarecemos também que não haverá fechamento da entidade e que será dado prazo para as adequações necessárias.”

Considerado o abrigo de idosos mais antigo de Ribeirão ainda em funcionamento, o Padre Euclides foi fundado em janeiro de 1919 e possui, atualmente, 53 internos. Desse total, 13 estão na enfermaria e devem ser transferidos até outubro para outras entidades: Lar Santa Rita de Cássia, Casa do Vovô, Casa do Vovô Albano e Lar dos Velhos.

O presidente do Padre Euclides, Stevie Douglas Soeira, justifica que o valor oferecido – proveniente do Fundo Municipal do Idoso – não representa nem a metade do necessário para a obra.

“Se for para atender 100% das normas que a Vigilância [Sanitária] está exigindo, o ideal seria fazer uma nova enfermaria. Um mini-hospital, praticamente. Nós estamos com o projeto pronto, temos o orçamento na mão, estimado em R$ 1,6 milhão. Algo totalmente inviável para o Asilo Padre Euclides”, diz.

Situação insustentável
O chefe da Coordenadoria do Idoso, Paulo Pícolo, afirma que a decisão de interditar a enfermaria do Lar Padre Euclides não foi tomada do “dia para a noite”, explicando que há três anos a Vigilância, a Prefeitura e o Ministério Público negociam prazos com a direção do asilo.

“Eles tiveram alguns anos para se adaptar às normas, e agora chegou a essa situação precária. A gente tem que deixar bem claro que o Lar Padre Euclides não vai ser fechado, apenas a enfermaria vai ser interditada. A gente vai ter que acolher esses idosos em outras instituições e o serviço vai ficar um pouco complicado”, diz.

Comente

Deixe uma resposta