Home » Cidades » Saude » Campanha na Anhanguera, em RP, alertará caminhoneiros para riscos do sono ao volante

Campanha na Anhanguera, em RP, alertará caminhoneiros para riscos do sono ao volante

Com o objetivo de reduzir o índice de colisões traseiras e conscientizar os motoristas sobre os riscos da sonolência ao volante, a Autovias – empresa controlada pela Arteris que integra o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo –promoverá, nos dias 8 e 9 de novembro (quarta e quinta-feira), a campanha Viva Caminhoneiro – Acorda Motorista. A ação acontecerá das 20 horas à meia-noite na base da Polícia Militar Rodoviária situada à altura do quilômetro 305 (sentido Sul) da Via Anhanguera (SP-330), em Ribeirão Preto, e contará com apoio da corporação.

Os caminhoneiros serão abordados pelos policiais. Em seguida, a equipe da concessionária dará diversas orientações aos motoristas, como o tempo correto de descanso e a importância de evitar o uso de medicamentos e substâncias para combater a sonolência, além da realização de exames básicos de saúde – aferição da pressão arterial e batimentos cardíacos. Por fim, os participantes terão à disposição inspeção veicular nos caminhões, com troca de lâmpadas queimadas de faróis e lanternas.

 

Perigo ao volante

 

            Um levantamento feito pela Arteris revelou que caminhoneiros que rodam pelas estradas brasileiras enfrentam problemas de saúde. Além disso, 10% dos motoristas dirigem com sono, aumentando o risco de acidentes no trânsito, e 8% admitem o uso de anfetaminas. A pesquisa foi realizada com quase 5 mil caminhoneiros entre agosto de 2015 e agosto de 2016.

Segundo dados da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET), o sono e a fadiga são responsáveis por 60% dos acidentes no Brasil, sendo que a sonolência ao volante já é a segunda maior causa de acidentes nas rodovias brasileiras. De acordo com a Fundação Nacional do Sono, a insônia aumenta em 250% o risco de acidentes de trânsito nas estradas. Se o motorista sofrer com a apneia do sono, os dados pioram: o risco é elevado para 700%.

Dados da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) apontam que, após 19 horas de privação de sono, existe a diminuição de desempenho igual à observada em indivíduos com teor alcoólico no sangue de 0,70 g/l, ou seja, o sono causa a sensação de embriaguez equivalente a seis copos de cerveja ou três de vinho para um homem de 90 kg.

SERVIÇO

Campanha Viva Caminhoneiro – Acorda Motorista

Quando: 8 e 9/11, das 20h à 0h

Onde: Base da PMRv – Via Anhanguera (SP-330), quilômetro 305 (Pista Sul) – Ribeirão Preto

Comente

Deixe uma resposta