Home » Cidades » Prefeitura consegue, no Condephaat, aprovar modificações em estações próximas à catedral

Prefeitura consegue, no Condephaat, aprovar modificações em estações próximas à catedral

Alterações serão feitas pelo Consórcio PróUrbano, responsável pelas construções dos terminais

Foto: Prefeitura/Divulgação

O Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat) aprovou em reunião realizada na manhã desta segunda-feira, dia 4 de dezembro, as alterações sugeridas pela Administração Municipal nas estações de embarque e desembarque das ruas Américo Brasiliense (duas delas) e Visconde de Inhaúma.

As alterações serão na altura das plataformas, que mudará de 3,90 metros para 4,40 metros, troca dos vidros fumê dos fundos das plataformas por vidros translúcidos, colocados em zigue-zague, como prevê o projeto original. A lâmina de cobertura teve sua colocação com caimento invertido, para que a água da chuva escoe pela praça. Neste caso foi autorizada a manutenção da forma como está.

Também será mantida a viga metálica de travamento à meia altura (não existente no projeto) em todo perímetro da edificação. A trava serve para dar mais segurança à edificação, ao evitar que possa ocorrer qualquer acidente em caso de ventos fortes.

“Com a aprovação das modificações, vamos imediatamente notificar o Consórcio PróUrbano para que faça as adequações necessárias e as estações possam ser utilizadas o mais rápido possível pela população”, afirmou o prefeito Duarte Nogueira ao tomar conhecimento da aprovação dos itens defendidos pela prefeitura no Condephaat.

O prefeito também determinou que as medidas sejam adotadas o mais rápido possível.

“Vamos resolver esse problema rapidamente, porque há muito tempo as estações estão prontas e sem possibilidade de utilização”, disse.

Compensação ambiental

A principal modificação será na altura das estações. Para isso serão suprimidas sete árvores que estão com seus troncos dentro das edificações. A retirada já está autorizada pela Secretaria do Meio Ambiente, mediante o plantio de 350 espécimes nas praças da Catedral, Bandeiras, Carlos Gomes e outros locais públicos.

“Não haverá qualquer prejuízo ambiental e garantiremos a segurança das pessoas que vão utilizar os locais”, comentou o prefeito.

Comente

Deixe uma resposta