Home » Cidades » Maratoninha do Circuito Caixa neste final de semana

Maratoninha do Circuito Caixa neste final de semana

Realizada pela segunda vez na cidade e terá como padrinho o medalhista olímpico Claudinei Quirino

Uma atividade diferente e saudável para as crianças vai invadir as ruas em Ribeirão neste domingo (17), na prova da Maratoninha do Circuito Caixa. A segunda edição da corrida deve reunir 1.300 crianças, a partir das 9h, na Avenida Professora Edul Rangel Rabello.

Na edição do ano passado, 1.100 atletas mirins participaram da corrida em Ribeirão.

Padrinho

A prova tem como padrinho o atleta Claudinei Quirino, que nesta sexta-feira (15) fará uma palestra na Emefem Prof. Alfeu Luiz Gasparini. Cerca de 200 crianças devem participar da palestra do ex-maratonista olímpico, que falará sobre esporte, atletismo, inclusão social, superação pessoal e Olimpíadas.

Claudinei Quirino é um campeão brasileiro de atletismo que começou tarde no esporte. Aos 21 anos de idade, quando resolveu acompanhar um amigo num treino, Claudinei foi descoberto por um técnico, que logo percebeu o talento do rapaz. Foi então que o garoto de família pobre, que viveu até os 17 anos num orfanato e quase caiu na marginalidade, teve sua vida transformada. Na época, ele trabalhava num bar de beira de estrada, em Lençóis Paulistas (SP), sua cidade natal.

Logo na primeira competição de que participou, Claudinei foi convidado a treinar em Salto (SP) e depois em Presidente Prudente (SP), onde começou a ganhar mais destaque. Foi lá que, mesmo enfrentando dificuldades físicas e financeiras, ele se tornou um dos maiores velocistas brasileiros de todos os tempos.

A especialidade de Claudinei eram as provas de 100m, 200m, 400m e 4×100 rasos. Ele conquistou recordes sul-americanos nas provas de 200m, com o tempo de 19s89, e do revezamento 4×100, quando a equipe brasileira marcou 37s90. Em 1997, Claudinei ficou com a medalha de bronze nos 200m no Campeonato Mundial de Atletismo de Atenas (Grécia). Em 1999, em Sevilha (Espanha), levou a prata nos 200m e o bronze no 4×100. No mesmo ano, nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg (Canadá), ele conquistou o ouro nas provas de 200m e 4×100. Logo depois, ganhou outro ouro na etapa final deo Grand Prix da IAAF (Associação Internacional de Federações de Atletismo), em Munique (Alemanha), na prova de 200m.

Nos Jogos Olímpicos de Sidney (Austrália – 2000), formando o quarteto com Edson Luciano, André Domingos e Vicente Lenilson nos 4×100, Claudinei ganhou a medalha de prata, com 37s90. Em 2003, nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo (República Dominicana), a mesma equipe de Sidney conquista mais uma prata.

 Depois de se despedir precocemente do esporte – uma cirurgia no púbis limitou seu desempenho –, Claudinei foi convidado a integrar a equipe brasileira de bobsled como atleta reserva do trenó de 4, nos Jogos de Inverno de Turim (Itália – 2006).

Hoje, aos 41 anos de idade, por meio do programa “Heróis do Atletismo”, ele incentiva jovens atletas a estudarem e a praticarem o esporte, mas visita também oficinas de futebol, basquete ou outra modalidade, em Presidente Prudente, onde mora.

PREMIAÇÃO

Bicicleta (vencedor  de cada bateria)

Camiseta, boné e medalha (todos os participantes)

PERCURSO:

300 metros – 100 metros (categoria especial)

CATEGORIAS:

6 a 8 anos | 9 e 10 anos | 11 e 12 anos | Especial (até 12 anos)

Informações : (16) 9 8830-1305

Comente

Deixe uma resposta