Home » Cidades » Educação » Educação busca solução para falta de professores desde o 1º dia da atual gestão

Educação busca solução para falta de professores desde o 1º dia da atual gestão

Enfrentamento do cenário tem demandado ato permanente e emergencial de contratações de professores

Ao assumir a pasta, a Secretária da Educação de Ribeirão Preto se deparou com a demissão de professores emergenciais ocorrida no dia 31 de dezembro de 2016 e, ao mesmo tempo, com uma grande demanda por contratação de novos professores para o início do período letivo, em 2 de fevereiro. Um grande desafio.

Desde então, a Secretaria da Educação tem se empenhado em contratar professores emergenciais para dar aulas em substituição na rede municipal de ensino e solucionar o problema da falta de professores que se apresenta em algumas escolas municipais.

Tanto é assim que, de janeiro a março, foram realizados quatro editais de chamamento e três chamadas de reposição de professores emergenciais. No entanto, o número de profissionais interessados foi insuficiente para atender toda a demanda de aulas em substituição.

Um novo chamamento de professores emergenciais foi publicado na última quarta-feira, 15 de março, e o processo de atribuição de aulas aconteceu nos dias 21 e 22 de março, na sede da Secretaria da Educação.

A partir deste chamamento, a falta de professores foi quase totalmente suprida, restando apenas algumas turmas a serem atribuídas. Uma nova chamada de professores emergenciais será priorizada e deve ocorrer nos próximos dias.

Além de promover os chamamentos e a contratação de professores emergenciais, a Secretaria da Educação está trabalhando no planejamento de novas medidas, com o intuito de buscar soluções para a questão e evitar que o problema se repita nos próximos anos.

Comente

Deixe uma resposta