Home » Cidades » 48ª Romaria de Nossa Senhora bate recorde e reúne 50 mil peregrinos

48ª Romaria de Nossa Senhora bate recorde e reúne 50 mil peregrinos

Número de romeiros supera o de anos anteriores; eram esperadas 40 mil pessoas, mas muitos fiéis de cidades da região também participaram da romaria

Os fiéis e devotos de Nossa Senhora Aparecida repetem há 48 anos o mesmo ritual. Todos os anos eles saem da Câmara Municipal de Ribeirão Preto (onde se concentram ainda de madrugada) e ainda amanhecendo o dia rumam à Bonfim Paulista. A estrada velha para o Distrito recebe uma multidão de peregrinos. Este ano o número superou o das edições anteriores, registrando um novo recorde.

Segundo a secretária de Cultura, Isabella Pessotti, a edição deste ano da romaria superou os anos anteriores em números de fiéis.

“Esperávamos cerca de 40 mil pessoas e recebemos com certeza mais de 50 mil romeiros de acordo com a Polícia Militar. Não esperávamos um grupo grande de fiéis de outras cidades, de repente, vários romeiros da região vieram também para a festa da padroeira”.

A caminhada de mais ou menos 4 horas reúne gente que faz o trajeto já tem muito tempo, como o soldador Luis Carlos Inham, 67 anos.

“Tenho um filho deficiente e graças a Nossa Senhora Aparecida, hoje ele está com saúde. Eu e minha esposa fazemos esse caminho todo ano, já tem mais de 20 anos e vou continuar até o dia que eu morrer”, conta o devoto.

E fiel, como seu Rubens Caldato, de 60 anos, que participa pela primeira vez dos festejos em louvor à padroeira do Brasil.

“Recentemente eu tive um acidente automobilístico e achei que era o momento de fazer alguma coisa para retribuir, porque o acidente poderia ter sido muito pior e não foi. Então, se Deus quiser, eu vou todo o ano”, agradece o motorista, que trabalha como entregador de uma rede de farmácias em Ribeirão Preto.

São milhares de histórias de fiéis que receberam alguma graça, e em forma de gratidão à Santa fazem suas penitências e promessas, saindo em romaria.

Rosangela Aparecida Gardelini estava carregando a imagem de santa de quem recebeu o nome da mãe em homenagem à padroeira.

“Todo ano eu acompanho os festejos na igreja de Nossa Senhora, em Ribeirão Preto, mas este ano resolvi enfrentar a estrada. Está muito bem organizada a caminhada. Saí às 6h e devo chegar lá pelas 10 horas em Bonfim. Vale à pena o sacrifício”, afirma.

A prefeitura de Ribeirão Preto, por meio da Secretaria Municipal da Cultura, deu todo o apoio aos romeiros, com pontos de hidratação, banheiros químicos, vans para o transporte daqueles que tiverem alguma dificuldade em chegar ao destino final, lixeiras espalhadas pelo caminho e ambulâncias principalmente por conta do calor e por algum eventual problema de saúde.

A cada ano o município procura melhorar as condições dos 12 km de caminhada dos romeiros. “Para 2018, vamos pedir ao Daerp para que molhem as ruas de terra por onde passam os romeiros. Pelo menos isso evita o pó e refresca a caminhada”.

300 anos de Aparecida – Este ano os fiéis têm um motivo a mais para comemorar o dia de Nossa Senhora Aparecida. Em 12 de outubro de 1717, pescadores encontraram nas águas do Rio Paraíba do Sul a imagem da Santa Milagrosa.

 

 

Comente

Deixe uma resposta